POLíTICA / Sexta, 07 Mai 2021 10:30

PSOL cobra rigorosa investigação sobre chacina no Jacarezinho

"Não é possível que pessoas negras e faveladas continuem alvo dessa política genocida", diz deputada federal Talíria Petrone

Texto: Caroline Nunes | Edição: Nataly Simões | Imagem: Voz das Comunidades

Imagem mostra sangue em asfalto de rua do Jacarezinho.
Introdução:

"Não é possível que pessoas negras e faveladas continuem alvo dessa política genocida", diz deputada federal Talíria Petrone

Texto: Caroline Nunes | Edição: Nataly Simões | Imagem: Voz das Comunidades

A Bancada do PSOL-RJ (Partido Socialismo e Liberdade) protocolou dois ofícios destinados ao governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC), e ao procurador geral da justiça do Estado, Luciano Oliveira Mattos de Souza, em decorrência da operação policial na favela do Jacarezinho. A operação deixou mais de 25 mortos e foi uma das mais letais da história do estado.

"Mais de 25 pessoas foram mortas pelo braço armado do Estado, que segue seu plano genocida. O governador do Rio e o procurador precisam iniciar uma rigorosa investigação sobre a ação policial e nos dar uma resposta sobre essa barbárie. Não só a nós, mas às famílias, aos moradores, cidadãos e cidadãs do Rio. Não é possível que pessoas negras e faveladas continuem alvo dessa política genocida", salienta a deputada federal Talíria Petrone, líder do PSOL na câmara federal.

 

Leia também: ‘Mesmo com restrição do STF, operações policiais aumentam e mortes triplicam no RJ’

Os ofícios destacam também que a operação policial foi na contramão da decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) em junho de 2020, que permitiu a interrupção das ações policiais nas comunidades cariocas durante a pandemia causada pela Covid-19. Além disso, a Bancada do PSOL, com o apoio da Deputada Federal Benedita da Silva (PT), exige a imediata investigação da ação, o que inclui perícia no local da chacina e no IML (Instituto Médico Legal), e destaca a violência policial contra os residentes de Jacarezinho.

“Moradores relatam abusos, agressões, confisco de celulares, invasão de casas e, até mesmo casos de execuções”, dizem os ofícios. Os parlamentares também entraram com um pedido de criação de uma Comissão Externa na Câmara dos Deputados para o acompanhamento das investigações.

O Ministério Público estadual informou, por meio de nota oficial, que vai investigar relatos de abusos policiais, invasão às casas e agressividade contra moradores.

Entenda a ação policial em Jacarezinho

A operação policial na favela do Jacarezinho aconteceu na manhã de quinta-feira (06), na Zona Norte do município. De acordo com a Polícia Civil, a operação foi motivada por denúncias de que traficantes locais estariam aliciando crianças e adolescentes para a prática de ações criminosas. Por enquanto, sabe-se de 25 mortes, incluindo o policial civil André Leonardo de Mello Frias.

Durante coletiva de imprensa, a Polícia Civil negou que tenham ocorrido execuções durante a ação policial. A corporação também criticou o denominado "ativismo judicial", que impede a presença maior do Estado no interior das comunidades.

Em resposta ao acontecido, a parlamentar Taliria Petrone expressou indignação em suas redes sociais, afirmando que “chacina é o nome que se dá quando o braço armado do Estado resolve, por vingança ou por uma ineficiente guerra às drogas, entrar na casa das pessoas para matar”, diz a publicação.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS