POLíTICA / Terça, 30 Outubro 2018 11:33

Em São Paulo (SP), Haddad vence nos bairros mais negros, e Bolsonaro, nos mais brancos

Segundo turno das eleições aconteceram no domingo (28); Jair Bolsonaro foi eleito presidente

Texto / Pedro Borges
Imagem / Ricardo Stuckert

 

O novo presidente do Brasil foi eleito neste 28 de outubro, domingo. A maioria dos brasileiros escolheu Jair Bolsonaro (PSL) para comandar o país nos próximos quatro anos. Em São Paulo (SP), embora a maioria dos distritos da cidade tenha dado preferência ao militar da reserva, seu opositor, Fernando Haddad (PT), venceu em zonas eleitorais das periferias nas quais a população é majoritariamente negra.

Em Parelheiros, Haddad fez 55,5% contra 44,5% de Bolsonaro, números que se repetiram em Cidade Tiradentes, com 55,7% do professor contra 44,24% do militar. Em Piraporinha, pertencente à subprefeitura de M’Boi Mirim, Haddad também prevaleceu com 57,3% dos votos, enquanto Bolsonaro atingiu 42,63%.

Todos são os distritos mais negros da cidade, levando-se em conta os autodeclarados pretos e pardos: Parelheiros (57,1%), M’Boi Mirim (56%) e Cidade Tiradentes (55,4%). Os dados são resultado de uma pesquisa feita pela extinta Secretaria Municipal de Igualdade Racial (SMPIR) publicada em 2015 com base no Censo do IBGE de 2010.

Em toda a cidade de São Paulo, porém, houve uma vitória do militar (60,38%) sobre o professor petista (39,62%). Bolsonaro conseguiu uma vantagem expressiva sobre Haddad nos bairros com menor presença de negros, principalmente nas zonas centrais do município.

Em Pinheiros, apenas 7,3% dos residentes se autodeclaram pretos ou pardos, o que torna a região na mais branca do município. Lá, Bolsonaro venceu com 61,50% dos votos, contra 38,50% de Haddad.

A baixa presença de negros e a expressiva votação em Bolsonaro também se repetiram em Vila Mariana, onde 7,9% dos residentes são negros, e em Santo Amaro, onde esse número vai para 14,7%. No bairro da região central da cidade, Bolsonaro anotou 68,09% dos votos, enquanto Haddad apenas 31,9%. No distrito mais a sul, a diferença aumentou, e foi para 72,95% para o militar e 27,05% para o professor.

Rejeição dos negros a Bolsonaro já era anunciada

Pesquisa Vox Populi entre os dias 22 e 23 de outubro mostrou que a vantagem de Fernando Haddad (PT) sobre Jair Bolsonaro (PSL) entre os autodeclarados pretos era de 18%.

No eleitorado preto, 48% preferiam o candidato do PT e 30% optavam pelo representante do PSL. Entre os pardos, houve um empate de 40% das intenções para os dois postulantes ao cargo de presidente da República.

O material mostrou também que entre os brancos Bolsonaro mostrava 50% das intenções de voto, contra 30% de Fernando Haddad.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS