POLíTICA / Terça, 20 Outubro 2020 10:53

Eleições 2020: número de candidatos negros com ensino superior cresce 46%

Apesar do crescimento, brancos ainda são maioria entre os candidatos graduados; levantamento foi realizado pela plataforma Quero Bolsa com base nos dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Texto: Redação | Edição: Nataly Simões | Imagem: Amanda Oliveira

Nas eleições municipais de 2020, o número de candidatos com ensino superior, em ambos os cargos (legislativo e administrativo), subiu 33,7% em relação ao pleito de 2016. No caso dos candidatos declarados negros, o número daqueles com diploma de graduação cresceu 46,5%. Na Bahia, por exemplo, a deputada estadual Olívia Santana [foto de capa], candidata à prefeita de Salvador, é graduada em Pedagogia.

O levantamento foi feito pelo Quero Bolsa, plataforma de bolsas de estudo e vagas no ensino superior, utilizando os microdados das eleições divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em 2016, 100.215 dos postulantes às vagas de vereador, prefeito e vice-prefeito tinham ensino superior. Em 2020, esse número subiu para 133.951. O número de candidatos no geral também cresceu, saindo de 470.310 para 550.645, mas a proporção de quem tem diploma em relação ao todo aumentou também. Em 2016, eram 21,3% e, em 2020, subiu para 24,3%.

Com os candidatos negros ocorreu o mesmo efeito, mas em maior escala. Em 2016, eram 36.813 postulantes ao legislativo e administrativo municipal com diploma de ensino superior. Em 2020, esse número cresceu 46,5%, chegando a 53.913. Da mesma maneira, existem mais candidatos negros como um todo, saindo de 223.214 para 275.010, porém a proporção de quem tem diploma também aumentou, saindo de 16,5% para 19,6%.

Brancos ainda são maioria entre os candidatos graduados

Entre todos os candidatos que têm diploma de ensino superior, a maior parcela ainda é de brancos, com 57,8% do total, enquanto negros são 40,3%. No entanto, esse quadro muda quando se analisa o total, onde negros são a maior parcela.

Quando se olha os candidatos, sem distinguir o ensino superior, a porcentagem de negros é de 49,9%, enquanto a de brancos é de 47,9%. Entre os sem ensino superior, negros passam a ser a maioria. As porcentagens são de 53,1% para os negros, 44,7% para os brancos e 2,2% para outros.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

novageracaoskate.jpg
temclimapraisso8.jpg
flagrapmbahia.jpg
anasanches7.jpg