POLíTICA / Sexta, 26 Março 2021 13:56

Ele prega minha morte e vende meu extermínio, diz vereadora após tentativa de agressão

Vereador Douglas Gomes (PTC) provocou tumulto em sessão na Câmara Municipal de Niterói (RJ) durante fala de Benny Briolly, que é negra e trans; entenda o caso

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Reprodução

Ele prega minha morte e vende meu extermínio, diz vereadora após tentativa de agressão
Introdução:

Vereador Douglas Gomes (PTC) provocou tumulto em sessão na Câmara Municipal de Niterói (RJ) durante fala de Benny Briolly, que é negra e trans; entenda o caso

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Reprodução

Uma sessão da Câmara dos Vereadores de Niterói (RJ) teve que ser interrompida na quinta-feira (25) por conta de uma tentativa de agressão e tumulto provocado pelo vereador Douglas Gomes (PTC) durante a fala da vereadora Benny Briolly (PSOL), que questionava o fato do colega ser um crítico dos defensores dos Direitos Humanos, das pautas identitárias e fazer parte da comissão de Direitos Humanos da Casa.

Douglas tentou diversas vezes interromper a parlamentar negra e trans, tirar a concentração dela mostrando uma tela de celular próximo do seu rosto e quando teve a palavra fez chacotas, desrespeitou a orientação sexual da colega e falou diversos palavrões, chegando ao ponto de ter que ser contido.  Benny teve uma crise de ansiedade e precisou ser medicada.

Segundo a vereadora, além dos crimes de transfobia e racismo, houve uma tentativa de agressão física. A equipe dela fará uma representação oficial pedindo a punição do vereador no Conselho de Ética e fará também um boletim de ocorrência na Polícia Civil. As imagens da confusão foram publicadas nas redes dos dois vereadores.

“A atitude do vereador é inaceitável. Não é só ódio nas palavras colocadas. Ele incita o ódio contra mim nas ruas, nas redes sociais, ele prega a minha morte, ele vende o meu extermínio", conta a vereadora Benny à Alma Preta.

No Instagram, o vereador reagiu dizendo que foi ele a vítima. “Todos sabem que o PSOL vive de mentiras, certo?”, escreveu. Tanto na postagem quanto nas falas de ontem,  Douglas insiste no uso do gênero masculino para se referir à vereadora que é uma mulher trans.

No período eleitoral de 2020, Benny Briolly foi ameaçada em uma página de simpatizantes de movimentos conservadores no Fecebook.  A ameaça de morte foi relatada à polícia.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

feminismonegro.jpg
leituradosbuzios.jpg
culturasafricanasema.jpg
racismorecreativo.jpg