POLíTICA / Quarta, 06 Abril 2022 15:09

Câmara municipal de SP pode revogar as cotas raciais

Depois da aprovação do projeto de lei de Fernando Holiday na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), presidente da casa, Milton Leite (DEM), pode colocar projeto para votação

Texto: Pedro Borges I Edição: Nadine Nascimento I Imagem: Andre Bueno/CMSP

Introdução:

Depois da aprovação do projeto de lei de Fernando Holiday na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), presidente da casa, Milton Leite (DEM), pode colocar projeto para votação

Autor:

Texto: Pedro Borges I Edição: Nadine Nascimento I Imagem: Andre Bueno/CMSP

Um projeto de lei para revogação das cotas raciais ganhou parecer legal na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de São Paulo. Se aprovado em plenário, a legislação municipal aceitará em concursos apenas cotas de caráter sociais para pessoas já inscritas em programas sociais do município e não autorizará mais cotas raciais.

O PL 71/2021, de autoria de Fernando Holiday (NOVO), foi aprovado na CCJ após parecer favorável do relator, Rubinho Nunes (MBL/União Brasil). Fernando Holiday é defensor das cotas sociais apenas, aquelas dedicadas a pessoas pobres, independente da identidade racial.

Paula Nunes, co-vereadora da Bancada Feminista (PSOL), critica a medida. "Mais uma vez o vereador Fernando Holiday tenta atacar o direito às cotas raciais. O projeto de lei foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça, mas não deixaremos que ele seja aprovado em plenário. Diferentes gerações do movimento negro lutaram muito para conquistar as cotas e lutaremos para que elas sigam existindo".

Com a aprovação, o PL pode ser colocado para votação na casa a depender da decisão do presidente do legislativo paulistano, Milton Leite (DEM). A maioria da casa é controlada pela situação, por partidos e vereadores aliados ao prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB).

Leia mais:

Cotas: após nove anos, revisão entra em disputa de avanços e retrocessos

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

novageracaoskate.jpg
temclimapraisso8.jpg
flagrapmbahia.jpg
anasanches7.jpg