CULTURA / Sexta, 05 Novembro 2021 13:23

Mostra reúne peças produzidas por alunos de escola pública em parceria com mestres do artesanato

Exposição é resultado do projeto “Mestre dos Saberes” realizada no interior de Pernambuco nos meses de setembro e outubro; peças poderão ser vistas gratuitamente no município de Limoeiro, no Agreste 

Texto: Redação I Imagem: Divulgação/Mestre dos Saberes 

Mostra reúne peças de arte de alunos de escolas públicas em parceria com Mestres Artesãos pernambucanos
Introdução:

Exposição é resultado do projeto “Mestre dos Saberes” realizada no interior de Pernambuco nos meses de setembro e outubro; peças poderão ser vistas gratuitamente no município de Limoeiro, no Agreste 

Texto: Redação I Imagem: Divulgação/Mestre dos Saberes 

Alunos de escolas públicas do interior do estado puderam contar com uma experiência diferente nos meses de setembro e outubro. Devido ao projeto “Mestres dos Saberes”, 160 estudantes puderam produzir peças de arte em parceria com nove Mestres Artesãos de Pernambuco. O resultado da ação será apresentado - gratuitamente - em mostra no próximo dia 6 deste mês e segue até o dia 6 de dezembro, no município de Limoeiro, no Agreste. 

Segundo o produtor cultural Afonso Oliveira, que fez a curadoria das peças produzidas, que, o objetivo da exposição é que o público tenha a oportunidade de conhecer um retrato vigoroso do artesanato local e regional, com peças criadas a partir de madeira, cerâmica, barro, fibras vegetais, entre outros. A exposição em homenagem aos artesãos destaca tipologias de diferentes.

"O Projeto Mestres dos Saberes vai além do aprendizado do artesanato, ele possibilita que os jovens se reconheçam no imaginário pernambucano, traduzindo isso para a matéria prima, transformando em arte e afirmando sua cultura perante a sociedade. Os jovens precisam viver a experiência de fazer arte", destaca. 

Leia também: Casa da Cultura do Recife reabre com programação diversa

O projeto, que contou com incentivo do Governo de Pernambuco, através da Secretaria de Cultura do estado, contou com oficinas de nomes como Roselis Alves (Limoeiro - Pinturas em Barro), Cida e Neguinha (Belo Jardim - Barro); e pelos Mestres Zuza (Tracunhaém - Barro), Abias (Igarassu - Madeira), Lourenço (Goiana - Cana-brava), Luiz Benício (Buíque - Madeira), Nena (Cabo de Santo Agostinho - Barro), Nado (Olinda - Ocarinas de Barro).

Para quem quiser conferir, a exposição será realizada no Centro Cultural Galpão das Artes, na seguinte programação: das 9h às 18h, de terça a sexta-feira. Aos sábados, das 9h às 13h. A entrada é gratuita. O uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento é obrigatório. 

Para o coordenador do projeto,  jornalista e produtor cultural, Salatiel Cícero, inserir os mestres nos processos educacionais é uma grande conquista do projeto. “Colocar a arte dos mestres do artesanato pernambucano e  dos alunos lado a lado, é uma oportunidade de gerar reencontro de saberes e preservação deste legado cultural”, enfatiza. 

Dúvidas e mais informações sobre a ação estão disponíveis através da página do Instagram do projeto ou pelo Facebook

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

rashidfala.jpg
insdefesa.jpg
devassashow.jpg
manifestantesmarchamnacn.jpg