CULTURA / Quarta, 24 Março 2021 16:32

Martinho da Vila traz samba como prisma político e cultural em websérie

O cantor e compositor é o protagonista do sétimo episódio da websérie “Pelas Quadras do Samba”, que reúne importantes vozes do gênero e nomes da ala dos compositores de dez tradicionais escolas de samba cariocas

Texto: Redação | Imagem: Divulgação

Martinho da Vila traz samba como prisma político e cultural em websérie
Introdução:

O cantor e compositor é o protagonista do sétimo episódio da websérie “Pelas Quadras do Samba”, que reúne importantes vozes do gênero e nomes da ala dos compositores de dez tradicionais escolas de samba cariocas

Texto: Redação | Imagem: Divulgação

Um dos principais representantes da música popular brasileira, Martinho da Vila marca presença no sétimo episódio da websérie “Pelas Quadras do Samba”. Reunindo assuntos que estão bem presentes no dia a dia nacional, como coerência política, incentivo à educação e otimismo, o compositor da Vila Isabel conta como reflete tudo isso em samba.

Guiado pela jornalista Fabiane Pereira, o convidado da série documental do canal Papo de Música faz uma viagem pelos mais de de 50 anos de carreira, marcados por sambas como “Menina Moça” (1987), “Devagar, devagarinho” (1995), “Canta Canta, Minha Gente” (1974), entre outros.

 

O papo com o sambista fluminense foi ao ar no dia 23 de março e ainda conta com as participações de Dona Ivanizia e Thales Nunes, no quadro fixo “A História do Samba”, que traz lembranças afetivas resgatadas pelas canções preferidas dos dois convidados (assista aqui).

Além de Martinho da Vila, também já passaram pela websérie os artistas Altay Veloso, Manu da Cuíca, Dudu Nobre, Fred Camacho, Pretinho da Serrinha e Magal Clareou. E os próximos convidados já estão confirmados, são eles Daniel Gonzaga, Andrezinho e Mauro Diniz. O "Pelas Quadras do Samba" ainda se desdobrará em episódios de podcast, no Spotify, e em um e-book, que estará disponível a partir de abril.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS