CULTURA / Terça, 22 Fevereiro 2022 10:50

Kyriê: conheça mais um dos bondes eliminados do ‘Sobe Junto’

Grupo deixou o programa no quarto episódio do reality show e marcou sua presença com dança, estilo, afrofuturismo, além de enaltecer a autoestima do povo preto e reverenciar a ancestralidade

Texto: Fernanda Rosário | Edição: Nadine Nascimento | Imagem: Divulgação/ Reality 'Sobe Junto'

Imagem dos quatro intregrantes do bonde Kyriê.
Introdução:

Grupo deixou o programa no quarto episódio do reality show e marcou sua presença com dança, estilo, afrofuturismo, além de enaltecer a autoestima do povo preto e reverenciar a ancestralidade

Autor:

Texto: Fernanda Rosário | Edição: Nadine Nascimento | Imagem: Divulgação/ Reality 'Sobe Junto'

Na última quarta-feira, o reality show ‘Sobe Junto’ apresentou o seu quarto episódio com a disputa musical que vai escolher os novos embaixadores da Budweiser, fazendo parte dos principais eventos da marca no Brasil e no mundo. Os quatro grupos semifinalistas do programa tiveram a chance de desenvolver mais a apresentação de sua nova música de trabalho, além de produzirem a sua linguagem visual na criação da capa de seus singles.

Além dos apresentadores e jurados Thamirys Borsan, Froid, BK e Tássia Reis, os bondes semifinalistas foram avaliados pelos convidados e mentores Xamã e Filipe Ret nos desafios que levaram à eliminação do bonde Kyriê, o quarto a deixar o reality.

Leia mais: Semifinalistas do ‘Sobe Junto’ exploram originalidade e personalidade em sua linguagem visual

Conheça o bonde Kyriê

O quarto bonde eliminado é formado por quatro artistas independentes, que se uniram para participar do reality show musical. Fazem parte o cantor e compositor Kyriê, a produtora e diretora Keyla Carolyne, o produtor Oca e, também, o produtor musical Z-Rock.

“Certamente, o que nos uniu foi o freestyle e a vivência nas Batalhas de Rimas, que nos influenciou a buscar um estilo livre para viver e trabalhar com arte”, destaca Keyla.

Além disso, o bonde conta que cada um dos participantes contribuiu com suas vivências e conhecimentos para o fortalecimento do grupo. O produtor Oca levou para o bonde suas experiências da Batalha do São João, a qual ele ajuda a organizar nas periferias. Z-Rock, além de MC, é criador da Batalha Nuclear MC’s e do Studio Barraco Blindado e trouxe suas expertises de produção musical fortalecendo a evolução e o nível musical do bonde.

Keyla Carolyne, cineasta e empreendedora, ainda é produtora audiovisual e tem um projeto chamado Desfile Afrofuturismo, que visa enaltecer a autoestima do povo preto, algo que está presente na identidade visual do grupo, a partir de sua direção de arte. Já Kyriê, o porta-voz do bonde, já realizou inúmeros shows e foi roteirista e diretor do curta chamado ‘Alegorias de um Rei’.

“No bonde, tento mostrar ao público essa mescla de culturas presente na realidade da quebrada, reverenciando os nossos ancestrais a cada letra, beat e figurino. É assim fora dos palcos também. A vivência no ‘Sobe Junto’ despertou mais ainda a vontade de fazer o que amamos com o propósito de fortalecer a nossa quebrada e o povo que vive na periferia”, ressalta o cantor Kyriê.

“O que eu trago no meu som é uma mensagem de guerra e combate”

Com letras e rimas que destacam ancestralidade e a força do povo preto, Kyriê conta que começou a escrever com o intuito de relatar o sofrimento passado pela família na sua infância e também como forma de protesto ao expor os problemas, conflitos existenciais e sofrimentos vivenciados pelo povo da periferia.

“Sempre busquei uma identidade própria dentro da música e comecei a procurar em outros artistas essa essência. As letras são compostas por conteúdos folclóricos, mensagens de união entre os povos, e implantação da paz, amor e esperança no coração das pessoas”, destaca o compositor.

Além disso, outros princípios encontrados em suas composições são os de sensibilizar pessoas por meio da música, incentivar a reflexão e conscientização da sociedade sobre temas políticos, sociais e familiares. Algo também marcante é o vocal característico do raggamuffin, a perspectiva histórica e elementos do imaginário social.

A música latina e africana tem seus momentos de protagonismo no trabalho do grupo, principalmente quando se trata de gingado, beat e dança. Todos são elementos destacados na música ‘Tocar no Baile’, que o grupo teve a oportunidade de desenvolver durante os episódios do ‘Sobe Junto’.

“Em nossas composições, trazemos nossa história, falamos de esperança, que é um dos pilares do afrofuturismo, o pensar em um novo mundo, ainda que seja utópico. Trazemos as raízes e influências do nordeste brasileiro e das ruas de São Paulo, possibilitando o resgate de um patrimônio cultural, sua riqueza manifestada em ritmos, poesias, danças e costumes. Os reggaes da Jamaica e Inglaterra também contribuíram para a evolução do nosso trabalho”, explica Kyriê.

Confira apresentação do bonde Kyriê durante o ‘Sobe Junto’:

As referências utilizadas em suas músicas e composições também estão refletidas no estilo e figurino do grupo, que tem como maior inspiração a influência da África no Brasil.

“Nosso som tem muita alegria e referências ancestrais, por isso, apostamos em estampas, muitas cores vivas e joias. Para nós, a cultura, arte e ancestralidade caminham juntas. Temos muitas referências de artistas afrofuturistas, além de ousadia e memória afetiva com o fuxico e retalho, muito presente no nordeste brasileiro, local onde vive parte da nossa família”, ressalta a produtora Keyla Carolyne.

Em relação aos projetos futuros, há expectativas para o lançamento do primeiro EP do Kyriê, além de o bonde estar preparando diversas obras audiovisuais como clipes, curtas e longa metragem, mostrando a diversidade da quebrada, os conflitos sociais e a autoestima do povo preto.

“Nosso objetivo como bonde é continuar fortalecendo nossa quebrada com informações, fortificando as pessoas que caminham com a gente. Continuaremos espalhando o bem. Faremos alguns festivais culturais com algumas oficinas ministradas por artistas e empreendedorxs sobre arte e economia criativa para mostrar para a quebrada que é possível realizar sonhos”, diz a diretora de arte do grupo, Keyla.

Sobre a participação no ‘Sobe Junto’, Kyriê destaca que já é possível notar que o grupo conseguiu romper as barreiras de antes e atingir outros estados, países e pessoas que nunca tinham ouvido falar do bonde e que passaram a seguir nas redes sociais.

“Para aqueles que querem saber mais sobre o ‘Sobe Junto’, serão obrigados a aceitarem nossas caras pretas predominando a tela da sua sala. Isso é só o começo. Estar dentro da Bud Factory expandiu nossa visão e elevou o nível profissional. Outro aprendizado para levar e aplicar na vida é o lance de acreditar em você mesmo, aceitar críticas, mas ter firmeza para sustentar sua ideia, independentemente de como irão te interpretar”, finaliza Kyriê.

Confira mais uma música de Kyriê:

Leia também: Kell C.: conheça um dos bondes eliminados da semana no ‘Sobe Junto’

ERRAMOS - O texto publicado em 22 de fevereiro associava algumas citações da produtora Keyla Carolyne ao cantor Kyriê. Os créditos foram devidamente ajustados em 23 de fevereiro. 

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

novageracaoskate.jpg
temclimapraisso8.jpg
flagrapmbahia.jpg
anasanches7.jpg