CULTURA / Quinta, 12 Agosto 2021 09:33

São Paulo ganha painel de grafite em homenagem a Dondi White, lenda da cultura hip-hop

A cultura hip-hop comemora 48 anos de existência e o grafiteiro Crédo, da Zona Leste, conclui mural em homenagem à figura lendária do grafite nova-iorquino

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nadine Nascimento I Imagem: Anna Julia Bitelli e Naur Arao Filho

grafite em são paulo faz homenagem à lenda do hip-hop Dondi White
Introdução:

A cultura hip-hop comemora 48 anos de existência e o grafiteiro Crédo, da Zona Leste, conclui mural em homenagem à figura lendária do grafite nova-iorquino

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nadine Nascimento I Imagem: Anna Julia Bitelli e Naur Arao Filho

A cultura hip-hop completa 48 anos neste mês de agosto, e um de seus símbolos são as letras coloridas grafitadas nos vagões do metrô de Nova Iorque nos anos 70, pelo artista negro Donald Joseph White, conhecido como Dondi White. Referência no grafite mundial, morto nos EUA, em 1988, aos 37 anos de idade, o artista foi homenageado em São Paulo pelo grafiteiro Crédo (Eduardo Marinho).

Crédo concluiu um painel de 588 metros quadrados em homenagem à Dondi White, no bairro de Santana, na zona Norte da Capital. O trabalho faz parte do acervo do MAR ( Museu de Arte de Rua), projeto da Secretaria Municipal de Cultura, que reúne os murais a céu aberto nas empenas (laterais de edifícios que não tem janelas) de vários prédios da cidade.

“O Dondi é uma referência não só pra mim, mas para toda uma geração de artistas que pintam letras. Desde o ano passado, quero pintar algo em homenagem a ele. Legal que aconteceu agora com um grande mural”, diz o grafiteiro, que é da Cidade Tiradentes, na zona Leste, e faz grafites há 21 anos.

Além da estética artística e celebração da cultura hip-hop, que junta grafite, break dance e rap, o mural do Crédo também seria parte da resistência política do grafite contra o racismo.

“O grafite sempre foi ligado à cultura negra por causa do hip-hop, de certa forma isso já faz dele um movimento que luta por igualdade racial. Hoje em dia essa relação é ainda maior com a informação circulando mais pela internet”, diz o artista.

Ao longo da carreira, Crédo fez muitas pesquisas, experiências em diversas técnicas e cursos de designer e artes, que influenciaram na sua formação autodidata. “Hoje eu faço uma pintura abstrata com elementos que vem desde o graffiti old school até elementos que remetem ao imaginário futurista”, comenta.

Outra influência forte no trabalho do artista é a própria dinâmica da cidade de São Paulo, a maior metrópole do país, com sua cultura efervescente, característica presente também no hip-hop.

“Minha principal formação foi a rua, os roles de pixo, skate e graffiti. Aprendi muito com os amigos que também pintam. Com o tempo houve uma necessidade de se aperfeiçoar. Tenho muitas referências dentro das artes visuais, como pintura abstrata, por exemplo, mas me influencio por meio da música, do cinema ou outras áreas da arte também”, afirma.

O grafite em homenagem à Dondi White fica em um prédio na avenida Cruzeiro do Sul, 3.434, em Santana.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

juventudeeracismo.jpg
boletim39.jpg
ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg