CULTURA / Sábado, 26 Março 2022 22:03

Emicida é um dos destaques do palco Budweiser no Lollapalooza

Referência no rap, o artista volta ao Lolla após seis anos; músicas do álbum “AmarElo” foram marcos na apresentação, que o rapper dividiu com Drik Barbosa, Majur, Rael e o Pastor Henrique Vieira

Texto: Redação | Imagens: Alma Preta Jornalismo

Introdução:

Referência no rap, o artista volta ao Lolla após seis anos; músicas do álbum “AmarElo” foram marcos na apresentação, que o rapper dividiu com Drik Barbosa, Majur, Rael e o Pastor Henrique Vieira

Autor:

Texto: Redação | Imagens: Alma Preta Jornalismo

O grande ídolo do rap nacional Emicida reforçou o time de rappers brasileiros no Lollapalooza Brasil 2022, sendo o principal artista da noite de sábado (26) a se apresentar no Palco Budweiser. Além das faixas mais recentes, do álbum “AmarElo”, sucessos antigos como “Levanta e Anda”, “Bang” e “Zica Vai Lá” também compuseram o repertório do cantor.

Com participação de Drik Barbosa, Majur, Rael e o Pastor Henrique Vieira, Emicida era esperado com grande expectativa pelo público. O rapper já marcou presença no Lollapalooza Brasil, em 2016, ocasião em que Karol Conká e Eminem também representaram o rap nos palcos.

Caminhada até o Lolla 2022

A primeira aparição do rapper na mídia – fora as batalhas de improvisação – foi o single "Triunfo", acompanhado de um videoclipe com mais de 8 milhões de visualizações no YouTube.

Emicida lançou seu trabalho de estreia em 2009, uma mixtape intitulada “Pra quem já Mordeu um Cachorro por Comida, até que eu Cheguei Longe”, através da sua própria gravadora, chamada Laboratório Fantasma.

Em fevereiro de 2010, seu segundo trabalho veio em formato de EP, com o título “Sua Mina Ouve Meu Rep Tamém”. Em setembro do mesmo ano, foi lançada a mixtape “Emicídio''.

Em 2015, lançou o álbum “Sobre Crianças, Quadris, Pesadelos e Lições de Casa”, projeto que lhe rendeu uma indicação ao Grammy Latino na categoria Melhor Álbum de Música Urbana.

Para além dos palcos

Apesar de ter sido a grande atração do Palco Budweiser desta noite de sábado, além de cantor, Emicida já atuou como repórter nos programas Manos e Minas, da TV Cultura, e no “Sangue B”, da MTV Brasil.

No ano de 2019, o rapper lançou o projeto AmarElo, que compõe de um álbum de mesmo nome, podcast, além de um documentário e um show ao vivo publicados pelo serviço de streaming Netflix.

Leia também: ‘Rap e Funk dominam os palcos do 2º dia de Lollapalooza Brasil 2022’

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

novageracaoskate.jpg
temclimapraisso8.jpg
flagrapmbahia.jpg
anasanches7.jpg