CULTURA / Sexta, 09 Outubro 2020 18:14

Dia das Crianças: Projeto teatral ressignifica contos de fadas para fortalecer autoestima negra

Iniciativa desenvolveu o espetáculo “Preta de Neve”, em cartaz desde 2017 e adaptado para internet durante a pandemia; agora, busca recursos para produzir apresentação de outro conto, que ganhou o nome de “Pretinha Adormecida”

Texto: Nataly Simões | Imagem: Gil Gusmão

 

As tradicionais histórias de contos de fadas como “Branca de Neve” e “Bela Adormecida” ganharam versões teatrais que desconstroem as narrativas brancas a fim de fortalecer o amor próprio de crianças negras. O projeto criado pela atriz e professora de teatro Ivone Dias Gomes tem como público alvo meninas e meninos negros e adultos que cresceram sem referências negras positivas.

“É um trabalho didático e pedagógico de enfrentamento à linguagem e cultura brancas que estão postas há tanto tempo. Eu trago como referência Lélia González e Sueli Carneiro, extraindo conceitos que dialogam com o teatro”, conta Ivone.

A primeira peça criada pela artista foi “Preta de Neve”, em cartaz desde 2017, e que recentemente foi adaptada para o universo online em razão da pandemia. Assim como na história original, a trama começa em um reino encantado, onde vive uma rainha grávida de uma linda menina. Ao decorrer do espetáculo, a narrativa branca da história é desconstruída com uma linguagem simples, engraçada e que dialoga com a cultura popular brasileira.

Agora, a idealizadora, que também é pós-graduanda em Educação em Direitos Humanos, trabalha no desenvolvimento de “Pretinha Adormecida” que, assim como a história antecessora, busca construir novas narrativas positivas para crianças negras.

“Ressignificar essas peças é um ato político para crianças que cresceram vendo histórias de princesas brancas. Ao ‘escurecer’ essas personagens, mostramos para as crianças negras que elas podem ser quem elas quiserem”, explica Ivone.

Para viabilizar a produção do segundo espetáculo, a atriz e professora criou uma vaquinha online. O valor arrecadado será destinado ao custeio de dois meses de ensaio e o pagamento do cachê das atrizes, da direção e da produção do cenário, figurino, iluminação, entre outros atributos necessários para uma peça teatral.

Toda a produção partirá da companhia Cia Dois Ventos, também criada por Ivone, em parceria com a atriz Priscila Ribeiro. Juntas, elas realizam diversos trabalhos que se propõe a valorizar a cultura popular por meio do teatro. “Tudo que eu faço, tudo que eu escrevo é pensando na criança que um dia eu fui e por todas as crianças que estão por vir”, complementa Ivone.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS