CULTURA / Terça, 20 Agosto 2019 18:08

Cultura nerd tem potencial para discutir questões raciais, avalia organizadora do Perifacon

Gabriela Oliveira e Igor Nogueira, do Perifacon, foram os convidados do primeiro episódio do podcast Papo Preto

Texto: Nataly Simões | Edição: Pedro Borges | Imagem: Marcelo D'Salete / Edição: Vinicius de Araujo

No primeiro episódio do Papo Preto, podcast do Alma Preta, os convidados foram os produtores e organizadores do Perifacon. A convenção ocorreu entre janeiro e março de 2019 e levou o universo geek para a periferia da cidade de São Paulo. 

No bate-papo com o editor-chefe do Alma Preta, Pedro Borges, Gabriela Oliveira e Igor Nogueira falaram sobre a importância dos quadrinhos, games e heróis para a construção de uma identidade negra e periférica positiva.

Uma das preocupações dos idealizadores do evento foi possibilitar que pessoas pobres pudessem acessar o espaço cultural, por isso a entrada foi gratuita. Os ingressos da Comic Con Experience, por exemplo, custam entre R$ 90 a R$ 1800, o que dificulta a participação de pessoas negras e periféricas.

Igor Nogueira destaca que as editoras participantes também venderam seus produtos por um preço mais acessível no Perifacon para que todos visitantes tivessem a oportunidade de comprar.

“Nos preocupamos com isso porque as pessoas que não têm dinheiro enfrentam em eventos do gênero problemas como não ter como consumir nada dentro dos espaços porque é tudo muito caro”, conta.

Para Gabriela Oliveira, as produções de cultura nerd também têm condições de discutir problemas sociais como o racismo. Ela afirma que o público está cada vez mais interessado em consumir conteúdos que trazem uma reflexão sobre o que está acontecendo no mundo.

“Todos os super-heróis precisam se adequar ao seu tempo. Então é bem possível discutir pautas raciais, como no caso do Super Choque, e questões de gênero, como é o caso da Mulher Maravilha”, explica.

A ilustração do primeiro episódio do Papo Preto é a capa do quadrinho “Angola Janga” de Marcelo D’Salete. Vencedor do Eisner, maior prêmio de quadrinhos do mundo, o artista participou do Perifacon e contribui para a cultura nerd com suas obras sobre Palmares e crônicas urbanas.

Você pode conferir o bate-papo completo no Spotify. O programa vai ao ar quinzenalmente. Na próxima segunda-feira, 26 de agosto, o tema será literatura erótica.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg
boletiim38.jpg
racismoemeioambientecop26.jpg