CULTURA / Sábado, 08 Mai 2021 15:33

Cassiano, pilar da Soul brasileiro, deixa legado para música

O cantor e compositor morreu na sexta-feira (7), aos 77 anos no Rio; A morte do músico foi causada por uma arritmia cardíaca

Texto: Redação | Imagem: André Arruda

Foto do cantor e compositor Cassiano. Na imagem ele está olhando para o lado com um cigarro na boca saindo fumaça e se apoiando em uma guitarra.
Introdução:

O cantor e compositor morreu na sexta-feira (7), aos 77 anos no Rio; A morte do músico foi causada por uma arritmia cardíaca

Texto: Redação | Imagem: André Arruda

O cantor e compositor Genival Cassiano dos Santos, popularmente conhecido como Cassiano, morreu nesta sexta-feira (7) no Hospital Estadual Carlos Chagas, zona oeste do Rio de Janeiro. A morte foi confirmada às 16h30. 

Segundo a sobrinha do artista, Verônica Cassiano, a morte foi causada por uma arritmia cardíaca. O músico estava internado desde abril e testou negativo para a Covid-19.

Cassiano ficou conhecido pelas suas famosas composições. Além do sucesso 'É Primavera', conhecida na voz do cantor Tim Maia, o artista é responsável por outros sucessos como 'Eu Amo Você', também interpretada por Tim; 'Mister Samba', eternizada na voz de Alcione; e 'Morena', cantada por Gilberto Gil. Com 77 anos de história, Cassiano foi pioneiro e um dos pilares da música negra no Brasil.

Nascido em Campina Grande, na Paraíba, mudou-se para o Rio de Janeiro ainda nos anos 40 junto de sua família e trabalhou como assistente de pedreiro. Durante esse período, aprendeu com o pai técnicas iniciais do bandolim e violão e, aos 21 anos, iniciou sua carreira no ‘Bossa Trio’. Junto do irmão Camarão e o amigo Amaro, formou um trio, que se tornou o grupo ‘Os Diagonais’, marcado pelo jazz, soul estadunidense e bossa nova.

Ao lado de artistas como Tim Maia e Hyldon, o trio preparou terreno para a cena black carioca e se consolidou em 1971 com o lançamento de um dos discos mais importantes do Soul brasileiro: ‘Cada um na sua’, que criou identidade e sonoridade própria.

Cassiano brilhou como compositor. Foi autor de inúmeros sucessos de Tim Maia como ‘Eu Amo Você’ e a já citada ‘Primavera (Vai Chuva)’. Ele também compôs sucessos com Paulo Zdanowski, como 'A Lua e Eu’ e ‘Coleção’, presentes no icônico álbum ‘Cuban Soul’, de 1976.

Ao longo da carreira, o músico enfrentou resistência de diversas gravadoras, que consideravam seu trabalho ‘complexo demais’ e das rádios que não tocavam seus históricos. 

O último disco de Cassiano foi gravado em 1991. Logo depois o artista optou por um autoexílio. O compositor, que ficou fora dos holofotes por anos, ainda assim serviu de influência para muitos artistas como Mano Brown, Sandra de Sá, Ed Motta, e Claudio Zoli.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg
boletiim38.jpg
racismoemeioambientecop26.jpg