COTIDIANO / Segunda, 17 Mai 2021 10:47

Vídeo-dossiê mostra violência policial contra população da Cracolândia durante pandemia

Documento foi apresentado na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo para discussão sobre a gravidade da situação e os gargalos do atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Fotos Públicas/ Allan White

Imagem mostra dezenas de pessoas em situação de rua na praça princesa Isabel, no centro de São Paulo
Introdução:

Documento foi apresentado na Comissão de Direitos Humanos da Câmara Municipal de São Paulo para discussão sobre a gravidade da situação e os gargalos do atendimento às pessoas em situação de vulnerabilidade

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Fotos Públicas/ Allan White

Um vídeo-dossiê elaborado pelo coletivo Craco Resiste registrou imagens de ataques violentos e sem motivação por agentes do Estado contra a população em vulnerabilidade social que vive na região da Cracolândia, no centro da cidade de São Paulo. Durante a pandemia da Covid-19, os moradores também têm passado por um processo de expulsão dos cortiços e pensões populares na área.

O documento intitulado de "Não é confronto, é massacre" mostra imagens de agressões ocorridas entre dezembro de 2020 e março de 2021.  O dossiê foi apresentado na Câmara Municipal de São Paulo no dia 13 de maio, em uma audiência da Comissão Extraordinária de Cidade e Direitos Humanos presidida pela vereadora Erika Hilton (PSOL).

“Tais condutas violam os direitos humanos e fazem parte do projeto político, empregado pela Prefeitura e pelo Governo do Estado de São Paulo, de expulsão das pessoas pobres e que estão em situação de vulnerabilidade social das áreas centrais da cidade; um projeto político de gentrificação”, apontou a vereadora.

Uma nova audiência sobre a situação dessa população da Cracolândia estava marcada para o dia 20, porém outra data será definida por conta do luto decretado após a morte do prefeito Bruno Covas (PSDB), no dia 16, vítima de câncer.

A proposta da audiência é que a secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Berenice Giannella, explique a falta de acesso dos serviços que atendem e acolhem as pessoas em situação de rua.

Também foram convidadas para falar na audiência pública, Cássia Travensolo, supervisora da Assistência Social da região da Sé; Anna Trotta, promotora de Justiça de Direito Humanos do Ministério Público do Estado de São Paulo; Fernanda Balera, defensora Pública do Estado de São Paulo e representantes da sociedade, como o Fórum da Cidade de São Paulo da População em Situação de Rua e o Movimento Nacional População de Rua.

O censo feito pela prefeitura, em 2015, apontou uma população em situação de rua de 16 mil pessoas. No levantamento de 2019, antes da pandemia, o total foi de 24,3 mil, uma alta de 51% em quatro anos. Não existe dado específico sobre quantas pessoas vivem na Cracolândia.

Atualmente, na região da Luz, a gestão municipal mantém o projeto Redenção, com unidades emergenciais de atendimento, conhecidas como Atende, para acolhimento e atendimento de dependentes químicos, e são disponibilizados serviços de higiene pessoal, alimentação e ressocialização.

Quando a temperatura na cidade fica abaixo de 13ºC, a prefeitura coloca em ação a Operação Baixas Temperaturas, com acolhimento de pessoas em situação de risco para locais protegidos do frio. Durante esse período, as vagas nos Centros de Acolhida são ampliadas de acordo com a demanda.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

boletim40.jpg
boogienaipe.jpg
ileaiyeemsalvador.jpg
juventudeeracismo.jpg