COTIDIANO / Quinta, 06 Janeiro 2022 10:09

Terreiros da Bahia terão produção agroecológica

Ao todo, 20 terreiros de Salvador e região metropolitana serão beneficiados; Iniciativa visa fomento de produção agroecológica sustentável e autonomia financeira para os povos de terreiro

Texto: Redação | Foto: Facebook/Agroecologia no Terreiro

A imagem enquadra pessoas vestidas de branco em um terreno com árvores. No canto esquerdo, cinco pessoas estão preparando uma terra para plantio. No canto direito, à frente, dois homens negros tocam atabaque. Ao fundo, uma mulher carrega uma criança
Introdução:

Ao todo, 20 terreiros de Salvador e região metropolitana serão beneficiados; Iniciativa visa fomento de produção agroecológica sustentável e autonomia financeira para os povos de terreiro

Autor:

Texto: Redação | Foto: Facebook/Agroecologia no Terreiro

Para fomentar uma produção autossustentável e integrada, a Associação AWA Ações Afirmativas inicia, nesta sexta-feira (7), um projeto de instalação de unidades de produção agroecológica em 20 terreiros localizados em Salvador e na região Metropolitana da capital. O lançamento acontece às 9h, na Botica RHOL, no Pelourinho.

Além de promover inclusão social, autonomia financeira e geração de renda, a iniciativa também tem como objetivo melhorar a qualidade de vida dos povos das comunidades de terreiros, com o plantio de hortaliças, leguminosas, aves entre outros.

“A meta é criar estratégia para que os terreiros possam desenvolver sua autonomia financeira gerando renda e, no futuro, construir o primeiro polo de produção e comercialização desses produtos em terreiros”, disse a mentora do projeto que está em fase de planejamento de atividades e tem como foco a produção de leguminosas, hortaliças e aves”, diz a idealizadora do projeto e doutora em Desenvolvimento do Meio Ambiente, Sueli Conceição.

O projeto terá investimento de mais de R$ 440 mil por meio de edital do Governo do Estado da Bahia, através da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural (SDR), em parceria com a Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi).

Leia também: Intolerância religiosa afeta cultura alimentar dos terreiros

Ao todo, serão 20 terreiros beneficiados, sendo quatro em Salvador e 16 em oito cidades da região Metropolitana de Salvador. Confira abaixo os terreiros beneficiados:

Camaçari

  • Ilê Alaketu Axé Oju Omi
  • Terreiro Leci
  • Terreiro Toloya
  • Terreiro Omin Kushwenga
  • Ilê Axé Nabeji Eruquere Adê

Candeias

  • Terreiro Oyá Tola

Lauro de Freitas

  • Terreiro Sítio de Paz
  • Terreiro Oyá Matamba
  • Ilê Axé Ópó Erinlé
  • Ilê Axé Obánã.

Mata de São João

  • Ilê Axé Oni Odé Tafarangi

Salvador

  • Terreiro Gantois
  • Ilê Axé Opô Afonjá
  • Terreiro Bate Folha
  • Terreiro Tafarodé

Barra de Pojuca

  • Casa do Mensageiro

Simões Filho

  • Ilê Axé Tombo Jitá

Vera Cruz

  • Ilê Axé Gun Wtakun Uzerê

Itaparica

  • Terreiro Babá Tuntun
  • Terreiro de Oyá

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

aartedecozinhar.jpg
boletim44.jpg
umoja.jpg
boletim43.jpg