COTIDIANO / Quinta, 24 Março 2022 11:37

Ministério Público recomenda suspensão imediata das obras nas Dunas do Abaeté

Território é considerado sagrado para as religiões de matriz africana e povos originários; MP-BA também pede a remoção de placas com o nome "Monte Santo", que faz referência a grupos evangélicos

Texto: Redação | Foto: Terreiro Axé Abassá de Ogum

Imagem enquadra uma bandeira amarela com símbolo de espelho e atrás estão dunas de areia branca com bandeiras amarelas
Introdução:

Território é considerado sagrado para as religiões de matriz africana e povos originários; MP-BA também pede a remoção de placas com o nome "Monte Santo", que faz referência a grupos evangélicos

Autor:

Texto: Redação | Foto: Terreiro Axé Abassá de Ogum

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) emitiu uma recomendação para que a Secretaria Municipal de Infraestrutura e Obras Públicas de Salvador (Seinfra) suspenda imediatamente as obras nas Dunas do Abaeté, região que pertence ao último remanescente do sistema de dunas, lagoas e restingas em Salvador e território sagrado para as religiões de matriz africana e povos originários.

A recomendação foi feita pela promotora de Justiça Lívia Sant’Anna Vaz após sucessivas denúncias de lideranças de terreiros na região do Abaeté. Desde o anúncio do projeto, em fevereiro deste ano, comunidades religiosas e povos originários questionaram a aprovação das obras sem um diálogo com a comunidade. O projeto prevê a instalação de uma sede, auditório, sanitários e espaços de lazer e atividades religiosas nas Dunas do Abaeté.

Leia também: Povos de terreiro e ambientalistas lutam contra urbanização das Dunas do Abaeté

No pedido, a promotora Lívia Vaz também recomendou a retirada de placas ou outros materiais informativos existentes no local com o nome “Monte Santo”, em referência a grupos evangélicos que também utilizam o espaço para cultos religiosos.

Segundo a promotora, “o espaço da Lagoa do Abaeté e das dunas do seu entorno é público e ancestral, pertencendo à historicidade da cidade de Salvador, sendo que, há séculos, as comunidades tradicionais afro-brasileiras se utilizam do local sagrado para celebração de rituais e práticas religiosas”.

Além da falta de diálogo, ambientalistas e entidades apontaram uma série de possíveis irregularidades no projeto, já que a construção fica à borda da Área de Proteção Ambiental (APA) Lagoas e Dunas do Abaeté, área com último remanescente de dunas e restinga e que conta com mais de mil espécies de flora e fauna, sendo nativas e migratórias.

O MP-BA argumentou que o Brasil é signatário da Convenção para a Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial, que garante proteção ao patrimônio cultural imaterial das comunidades, grupos e indivíduos envolvidos.

Conforme a promotoria, a recomendação é que também seja criado um canal de comunicação mútua entre o Poder Público municipal, o Ministério Público e os representantes das comunidades tradicionais de matriz africana, enquanto durar a consulta e a obra; e que o nome da obra seja imediatamente substituído por nome que não privilegie ou esteja associado a qualquer confissão religiosa, sugerindo-se, de logo, o nome Parque ou Obra “Dunas do Abaeté”.

Em nota enviada à Alma Preta Jornalismo, a Seinfra informou que a obra é regular e atende todos os parâmetros necessários. Disse também que vai analisar a recomendação do MP-BA e vai responder o documento dentro do prazo indicado pela Promotoria.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

rashidfala.jpg
insdefesa.jpg
devassashow.jpg
manifestantesmarchamnacn.jpg