COTIDIANO / Sexta, 01 Outubro 2021 11:43

Criança é baleada em operação da PM da Bahia

Menino de 11 anos foi atingido na virilha e levado para hospital, mas passa bem; manifestação criticou a atuação da polícia na localidade

Texto: Redação | Foto: Divulgação | Almir Santos / TV Bahia

Moradores fazem protesto após criança ser baleada em operação da PM
Introdução:

Menino de 11 anos foi atingido na virilha e levado para hospital, mas passa bem; manifestação criticou a atuação da polícia na localidade

Texto: Redação | Foto: Divulgação | Almir Santos / TV Bahia

Uma criança de 11 anos ficou ferida durante uma operação da Polícia Militar no bairro de São Marcos, em Salvador. O caso aconteceu na noite da quinta-feira (30), na comunidade do Coroado. Segundo moradores, dois policiais em uma moto chegaram na comunidade atirando. Durante a ação, a criança foi baleada na virilha. O menino foi encaminhado para o Hospital, onde passou por cirurgia e passa bem.

Ainda conforme os moradores, dois homens também ficaram feridos, sendo que um morreu e o outro foi atingido de raspão. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele. Diante da ação, moradores fizeram um protesto contra a atuação violenta da polícia na localidade e disse que é frequente que os policiais já cheguem atirando na comunidade. Durante o protesto, uma das via principais do bairro foi fechada e madeiras e entulhos foram incendiados para denunciar o caso e pedir por justiça pela criança.

"É por que a gente mora dentro de uma favela que a gente é vagabundo? Que a gente deve à Justiça? Não. Todos nós aqui somos pobres, a gente mora dentro da favela, nós somos negros, mas a gente quer respeito, porque a gente trabalha honestamente. A gente mora aqui, mas a gente não é bicho”, disse uma das moradoras à reportagem da TV Bahia, que esteve no local.

A Alma Preta procurou a PM para pedir um posicionamento sobre o ocorrido, mas não obteve retorno até o fechamento da matéria.

Dados sobre violência na Bahia

Segundo levantamento da Rede de Observatórios de Segurança, a Bahia é o estado com a maior letalidade policial no Nordeste. Segundo dados do relatório "A vida resiste: além dos dados da violência", 461 pessoas morreram durante operações policiais ocorridas na Bahia de junho de 2019 a maio de 2021.

Em relação ao total de vítimas em ações da polícia por estado (incluindo número de mortos, mortes de crianças e adolescentes e feridos), a Bahia também lidera em relação ao Nordeste, com 510 casos.

A pesquisa também mostra que a Polícia Militar é a principal força policial envolvida nas ações monitoradas pelo levantamento, tendo presença expressiva de quase 70%.

Em conversa com a Alma Preta, o coordenador da Rede de Observatórios na Bahia, Dudu Ribeiro, apontou uma resistência da Secretaria da Segurança Pública em reconhecer os dados e tentar um diálogo em pensar novas formas de segurança.

"Há uma prevalência da lógica do confronto e da violência que orienta a ação da Secretaria de Segurança Pública da Bahia. Esse modelo é particularmente dramático nas comunidades negras e periféricas, onde a vida não tem sido a prioridade da atuação dos agentes de segurança".

Leia também: Imagens de assassinato de jovem negro rendido desmentem versão de legítima defesa de PMs

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

melly.jpg
cafe.jpg
entrevistalazaroramos.jpg
lucaskinte.jpg