COTIDIANO / Quarta, 18 Agosto 2021 10:45

Mais um jovem é morto após suposto furto de carne em mercado na Bahia

Informações preliminares apontam que rapaz teria sido entregue a traficantes depois de tentar roubar o estabelecimento; Investigações estão em andamento

Texto: Redação | Foto: Divulgação

Morte mercado
Introdução:

Informações preliminares apontam que rapaz teria sido entregue a traficantes depois de tentar roubar o estabelecimento; Investigações estão em andamento

Texto: Redação | Foto: Divulgação

Um jovem de 22 anos, identificado como Matheus dos Santos Rodrigues, foi morto a tiros após um suposto furto de carne a um mercado no bairro de São Caetano, em Salvador, em uma localidade conhecida como Goméia. Conforme relatos, Matheus teria sido entregue a traficantes da região depois de tentar roubar o estabelecimento local.

Ao G1, o advogado do mercado disse que o jovem foi flagrado tentando roubar produtos no local, mas chegou a ser advertido pelo dono do estabelecimento e liberado. Também afirmou que o mercado não tem envolvimento com a morte de Matheus.

Em nota, a Polícia Civil informou que os familiares da vítima, testemunhas e funcionários do mercado foram ouvidos no Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), responsável por identificar os envolvidos no crime, que ainda não foram presos. Ressaltou também que as investigações já estão em andamento e que o caso é apurado junto com a 4ª Delegacia Territorial (DT) de São Caetano.

Já o segundo caso neste ano que um jovem é morto acusado de furto em supermercado na Bahia. Em abril, as mortes de Bruno e Yan causaram repercussão nacional. Tio e sobrinho foram encontrados com sinais de tortura após furtarem pedaços de carne na rede de supermercado Atakarejo. Ambos foram entregues a traficantes da região por funcionários do supermercado.

As investigações, concluídas em julho, apontam que os funcionários chegaram a pedir R$ 700 para liberar as vítimas. No entanto, Bruno e Yan não tinham o dinheiro e foram entregues para serem executados.

Até o momento, onze dos treze denunciados por envolvimento no crime estão presos.

Leia também:

Elemento Suspeito: pode o favelado se identificar?

Ativistas cobram retratação de supermercado após homem negro se despir para provar que não furtou

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

novageracaoskate.jpg
temclimapraisso8.jpg
flagrapmbahia.jpg
anasanches7.jpg