COTIDIANO / Quarta, 08 Setembro 2021 19:00

Intervenção artística em homenagem a vítimas da Covid-19 sofre censura

Segundo relatos, a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo havia autorizado a intervenção, mas no momento em que seria feita os artivistas se depararam com o impedimento da Subprefeitura da Sé

Texto: Willian Dantas, em colaboração para a Alma Preta | Edição: Nataly Simões | Imagem: Kleber Pagú

Imagem mostra material de artistas que seria usado para realizar a intervenção artística.
Introdução:

Segundo relatos, a Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo havia autorizado a intervenção, mas no momento em que seria feita os artivistas se depararam com o impedimento da Subprefeitura da Sé

Texto: Willian Dantas, em colaboração para a Alma Preta | Edição: Nataly Simões | Imagem: Kleber Pagú

Uma intervenção artística em homenagem aos brasileiros mortos pela Covid-19 sofreu censura da Suprefeitura da Sé, na cidade de São Paulo, na segunda-feira (6). De acordo com artistas do coletivo Nós Artivistas, movimento civil e transitório que propõe manifestações artísticas ligadas a questões raciais, a ação havia sido autorizada com antecedência.

“Conseguimos um ofício da Secretaria Municipal de Cultura em apoio a ação, esse ofício foi enviado a todos os órgãos competentes, como CET, GCM e Subprefeitura da Sé também”, afirmam os idealizadores do movimento.

Mesmo com as autorizações necessárias, na data marcada para a intervenção os artivistas foram surpreendidos com um comunicado que impedia a realização. O documento assinado pelo agente especial Major Caparroz dizia que a SubPrefeitura da Sé não havia autorizado a pintura e alegou “Intempestividade no prazo solicitado”.

O coletivo, por sua vez, tentou ainda entender o que aconteceu e, por segurança, cancelou a intervenção. Os manifestantes presentes avaliaram a desautorização como um ato de censura. Segundo relatos, os artistas também foram confrontados por bolsonaristas que chegaram ao local da intervenção dizendo que aquela manifestação não ia acontecer ali.

A ideia do grupo era pintar a frase #NãoPisemNosMortos na Avenida Paulista, em uma homenagem aos mais de 500 mil mortos pela Covid-19 no Brasil. Segundo os idealizadores, em algum outro momento, a ação vai acontecer.

Leia também: São Paulo ganha painel de grafite em homenagem a Dondi White, lenda da cultura hip-hop

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

melly.jpg
cafe.jpg
entrevistalazaroramos.jpg
lucaskinte.jpg