COTIDIANO / Sexta, 11 Fevereiro 2022 10:28

Evento sobre igualdade racial de Divinópolis sofre ataque nazista

Durante uma apresentação da 1ª Semana de Promoção da Igualdade Racial, de Divinópolis (MG), participante fez saudação a Hitler e usou a suástica como foto de perfil

 

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nadine Nascimento I Imagem: Reprodução

Ataque nazista durante live em Minas
Introdução:

Durante uma apresentação da 1ª Semana de Promoção da Igualdade Racial, de Divinópolis (MG), participante fez saudação a Hitler e usou a suástica como foto de perfil

 

Autor:

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nadine Nascimento I Imagem: Reprodução

Um ataque nazista nesta quinta-feira (10) interrompeu um evento da primeira Conferência Municipal de Promoção da Igualdade Racial na cidade de Divinópolis, em Minas Gerais. Durante o encontro online, um usuário com o nome de Sérgio Henrique, usava a  suástica como imagem de identificação e fez 16 saudações ao Hitler.

A incitação ao nazismo, que é crime previsto na Constituição, aconteceu por volta das 19h50, quando o encontro chegava à primeira hora de realização. O evento online estava previsto para terminar às 22h e teve que ser transferido para outra sala virtual.

A Conferência de Promoção da Igualdade Racial em Divinópolis foi organizada pela prefeitura e por entidades de luta contra o racismo, como o Mundi (Movimento Negro de Divinópolis), de 10 a 15 de fevereiro.

No ano passado, o Mundi já havia denunciado um caso de impunidade, por conta do assassinato de um jovem negro na cidade. O Mundi, que existe desde 2006, classificou como “abominável” a invasão e o ataque nazista durante o evento que discutia discriminação, racismo e intolerância religiosa.

Os dados disponíveis e as imagens feitas durante a conferência serão apresentados à polícia para que seja feito o registro do crime e os culpados sejam identificados e presos, segundo o Mundi.

Vereadores da cidade, que estão engajados na luta antirracista, vão acionar a prefeitura para que as investigações comecem o quanto antes. A interrupção do evento aconteceu dias depois que o apresentador do Flow podcast, o influenciador digital Monark, defendeu a legalização de um partido nazista no Brasil e que o comentarista de TV Adrilles Jorge fez o gesto de saudação nazista após uma intervenção ao vivo na TV Jovem Pan. 

Monark justificou que estava bêbado quando fez a declaração e pediu desculpas. Já o comentarista Adrlles disse que o gesto era apenas um "tchau". O digital influencer foi desligado da empresa e o comentarista demiito após a repercussão negativa e pressão nas redes sociais. 

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

camisa69anos.jpg
resindencialcambridge.jpg
rapamazonia.jpg
casoborbagato.jpg