COTIDIANO / Quinta, 21 Outubro 2021 11:34

Edital vai premiar projetos sobre a história afro-brasileira e indígena

Certame é uma homenagem ao professor Jorge Conceição, escritor e educador antirracista; Inscrições podem ser feitas até o dia 2 de dezembro

Texto: Redação | Foto: Reprodução/Coletivo de Entidades Negras

Edital vai premiar projetos sobre a história afro-brasileira e indígena
Introdução:

Certame é uma homenagem ao professor Jorge Conceição, escritor e educador antirracista; Inscrições podem ser feitas até o dia 2 de dezembro

Texto: Redação | Foto: Reprodução/Coletivo de Entidades Negras

O edital Professor Jorge Conceição está com inscrições abertas para premiar projetos que trazem temáticas sobre a história afro-brasileira e indígena. As inscrições estão abertas até o dia 2 de dezembro e as premiações podem chegar a R$ 50 mil. A iniciativa é da Secretaria Estadual da Educação (SEC) e de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) da Bahia.

O nome do certame é uma homenagem ao professor Jorge Conceição, escritor e um dos fundadores do Coletivo de Entidades Negras (CEN). Jorge foi professor titular de Geopolítica e em História das Culturas Africanas na Universidade Federal da Bahia (UFBA). Seus trabalhos eram voltados para educação antirracista e de valorização histórica da população negra.

A premiação contempla gestores, coordenadores pedagógicos, professores e estudantes da Rede Estadual de Ensino.

Serão aceitas produções literárias, documentários, jogos educativos, animações, quadrinhos e demais projetos de produções artísticas, saúde da população negra ou indígena, literatura, patrimônio cultural e memórias, identidades e territórios, gênero e sexualidades, empoderamento, práticas comunitárias e tradicionais, enfrentamento à intolerância religiosa, dentre outros.

Para participar, é necessário preencher um formulário online. Clique aqui para conferir o edital.

Leia também: Clube de assinaturas de itens de literatura e moda movimenta empreendedores negros

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

melly.jpg
cafe.jpg
entrevistalazaroramos.jpg
lucaskinte.jpg