COTIDIANO / Quarta, 03 Novembro 2021 11:12

Keno Marley conquista medalha de bronze e vai para semifinal do Mundial de Boxe

O boxeador baiano derrotou o polonês Sebastian Viktorzak por unanimidade; Com a vitória, o atleta já garantiu uma medalha de bronze e agora vai em busca do ouro

Texto: Redação | Foto: Divulgação/Associação Internacional de Boxe Amador (AIBA)

Baiano vence Mundial de Boxe e conquista vaga para semifinais
Introdução:

O boxeador baiano derrotou o polonês Sebastian Viktorzak por unanimidade; Com a vitória, o atleta já garantiu uma medalha de bronze e agora vai em busca do ouro

Texto: Redação | Foto: Divulgação/Associação Internacional de Boxe Amador (AIBA)

O boxeador baiano Keno Marley venceu o Mundial de Boxe masculino, disputado na Sérvia, após derrotar o polonês Sebastian Viktorzak por unanimidade na categoria até 86 kg. Com a vitória, Keno já garantiu uma medalha de bronze e agora vai em busca do ouro nas semifinais, marcado para quinta-feira (4), contra o belga Victor Schelstraete.

Na disputa, Keno teve vantagem desde o primeiro round, que venceu por 10 a 9. Nos outros dois rounds, se manteve na liderança, cansando o polonês. O boxeador baiano fechou o terceiro round com unanimidade de 5 a 0. Na próxima fase do campeonato, ele poderá levar para casa a medalha de ouro, que vale US$ 100 mil (R$ 564,5 mil) ou a prata, no valor de US$ 50 mil (282,2 mil).

Nas redes sociais, o atleta comemorou a vitória e agradeceu o apoio: "Brasil!!! Vencemos mais uma e já estamos na semifinal. A medalha de bronze tá garantida. Mas vamos em busca do ouro. Obrigadooooo!", escreveu.

Natural de Conceição do Almeida, cidade na região Metropolitana de Salvador, Kenno Marley foi medalha de ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude, em 2018; foi campeão continental em Colorado Springs, nos EUA, e medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019.

O Mundial de Boxe masculino é promovido pela Associação Internacional de Boxe Amador (AIBA) e, neste ano, o evento é realizado em Belgrado, na Sérvia, até o próximo sábado (6). Ao todo, participam da competição 508 atletas de 88 países e a novidade da edição deste ano é a distribuição de US$ 2,6 milhões (R$ 14,6 milhões) aos medalhistas. Por medalha, os valores variam entre US$ 100 mil (ouro) a US$ 25 mil (bronze).

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

melly.jpg
cafe.jpg
entrevistalazaroramos.jpg
lucaskinte.jpg