COTIDIANO / Sábado, 08 Mai 2021 19:29

Ato em São Paulo repudia Chacina do Jacarezinho: 'As pessoas não aguentam mais'

Organizado por organizações do movimento negro, a manifestação aconteceu na tarde deste sábado (8) na Avenida Paulista, região central da capital

Texto: Pedro Borges e Giovanne Ramos | Edição: Nataly Simões | Imagem: Pedro Borges

Registro da manifestação. Na imagem, centenas de pessoas reunidas na Avenida Paulista contra a chacina que ocorreu em Jacarezinho.
Introdução:

Organizado por organizações do movimento negro, a manifestação aconteceu na tarde deste sábado (8) na Avenida Paulista, região central da capital

Texto: Pedro Borges e Giovanne Ramos | Edição: Nataly Simões | Imagem: Pedro Borges

A chacina que resultou na morte de 29 pessoas na Favela do Jacarezinho, zona norte do Rio de Janeiro, levou cerca de 3 mil pessoas a protestar no vão livre do MASP (Museu de Arte de São Paulo), na região central da capital paulista, neste sábado (8). A ação exige investigação séria sobre o massacre e o fim da violência nas periferias, que atinge principalmente a população negra.

O ato foi organizado pela Coalizão Negra Por Direitos e outras organizações que compõem o movimento negro. Lideranças políticas femininas compareceram em peso. Entre elas, a vereadora Luana Alves, líder do PSOL na Câmara Municipal de São Paulo;  a co-vereadora Paula Nunes, da Bancada Feminista; e Simone Nascimento, do MNU (Movimento Negro Unificado).

"As pessoas não aguentam mais. Para além das imagens chocantes que a gente viu no Jacarezinho, com pessoas negras no chão, sangue no chão. Isso é uma prática de terrorismo", diz Luana, em entrevista à Alma Preta Jornalismo.

A vereadora paulista lembra que além da violência policial, que não para, o país ainda enfrenta uma pandemia, onde as pessoas negras e pobres também são as mais vitimadas.

"Uma pessoa negra em São Paulo tem três vezes mais chances de morrer que uma pessoa branca, as pessoas estão cansadas. Eu estou indignada. É um acúmulo de coisas", acrescenta a vereadora.

A Avenida Paulista foi interditada no sentido bairro e faixas de movimentos sociais foram estendidas com pedidos pelo fim da violência policial. Os manifestantes saíram do MASP em direção à Praça do Ciclista. Dois manifestantes foram detidos pela Polícia Militar perto do término do ato. Ambos foram levados para o 78º Distrito Policial, localizado no Jardins.

O que aconteceu no Jacarezinho?

A chacina aconteceu na manhã de quinta-feira (6), na Zona Norte do Rio de Janeiro. De acordo com a Polícia Civil, a ação realizada em conjunto com a Polícia Militar e foi motivada por denúncias de que traficantes locais estariam aliciando crianças e adolescentes para o crime. 

Em junho de 2020, o STF (Supremo Tribunal Federal) proibiu operações policiais no Rio de Janeiro por conta da pandemia da Covid-19. Mesmo assim, o governo do estado  tem desrespeitado a decisão.

“Aconteceria o mesmo em São Paulo. É o mesmo sistema de exclusão. O Rio de Janeiro tem as suas características específicas, mas a lógica da polícia, a lógica da força do estado, é a mesma. Apesar das diferenças locais, a gente sabe que aconteceria com a gente”, compara a vereadora Luana.

O texto foi alterado às 20:05 conforme novas informações foram recebidas da manifestação. 

Confira também:

‘Eu tô pouco preocupado. A ação da polícia vai continuar’, diz delegado sobre Chacina do Jacarezinho

Entenda por que chacinas como a do Jacarezinho não acabam com o tráfico de drogas

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

deubomouruim.jpg
role22.jpg
veralucia.jpg
walterfirmo.jpg