AGENDA / Domingo, 12 Setembro 2021 13:43

Quebrando barreiras estruturais, o universo da fotografia também se torna opção para a população periférica

Com 118 horas de programação, projeto “Bóra – Fotografia, oficinas e saberes” abre inscrições para 15 cursos de formação sobre o mundo da fotografia com mais de 300 vagas

Texto: Redação | Imagem: Divulgação

Imagem de divulgação. A fotografia faz parte dos registros do fotógrafo João Roberto Ripper em uma de suas andanças fora do  Brasil
Introdução:

Com 118 horas de programação, projeto “Bóra – Fotografia, oficinas e saberes” abre inscrições para 15 cursos de formação sobre o mundo da fotografia com mais de 300 vagas

Texto: Redação | Imagem: Divulgação

O poder que a fotografia tem de capturar e documentar os acontecimentos e histórias de toda uma era vem quebrando muitas barreiras estruturais. Com os avanços da tecnologia e acessibilidade a aparelhos de celulares com câmera, a mágica do clique tem se tornado uma habilidade fundamental para as transformações sociais.

São cliques que guardam documentos; eternizam momentos felizes; denunciam situações injustas; promovem pessoas; transformam objetos em arte. E para aperfeiçoar os conhecimentos em fotografia, o projeto “Bóra - Fotografia, oficinas e saberes” abre inscrições para 15 cursos de formação, todos online e gratuitos, nos meses de setembro, outubro e novembro. São 310 vagas em diversas áreas da fotografia. As inscrições já estão abertas e a programação completa você confere aqui.

Entre os destaques da programação estão: a oficina “Autorretrato para Mulheres", por Paula Marina, dará noções básicas sobre técnica, luz, recursos caseiros, poses, edição de fotos, ambientação e uso de aplicativos, entre outras dicas. O objetivo é ampliar o conhecimento e abrir novas possibilidades de representação do eu.

Já a oficina “Devolvendo o que é da Rua - da fotografia digital ao Lambe – Expressões artísticas e políticas” dos fotógrafos Iwintolá e Rodrigo Zaim, traz o universo do lambe-lambe, suas técnicas e expressões, unindo foto e política.  Todo o processo criativo tem como base registros fotográficos feitos pelos participantes da dinâmica, entre etapas que vão do digital ao manual.

Para quem prefere uma área mais documental, a oficina “Fotografia e Bem Querer”, do fotógrafo João Roberto Ripper, propõe uma reflexão sobre a fotografia documental humanista e a relação entre comunicação e direitos humanos. Outra boa oportunidade é a oficina de “Mini Docs” com Karú Martins, um verdadeiro convite aos entusiastas por documentários a transformarem suas ideias em projetos compreendendo todas as etapas para este processo.

Leia também: ‘Escola Aparelha Luzia de Arte, Cultura e Política’: escola online propõe difundir conhecimentos ancestrais

O projeto que tem como proposta compartilhar informações da área e proporcionar que a população periférica acesse este universo, surgiu a partir de conexões coletivas de artistas e profissionais de produção durante a pandemia, estendendo-se para conteúdos formativos e expositivos a partir de experiências e construções conjuntas.

Bóra – Fotografia, oficinas e saberes

Bóra é fruto da reunião de fotógrafos e fotógrafas, artistas visuais e audiovisuais de diferentes faixas etárias e provenientes de territórios da periferia e de bairros centrais da cidade de São Paulo, que se uniram à produtora cultural Illumina Imagens e Memória para apresentar uma agenda de conhecimentos e saberes em torno da fotografia, compartilhando diferentes vivências.

O projeto foi selecionado pela Secretaria Municipal de Cultura por meio da Lei Aldir Blanc.

Serviço

O que: Bóra – Fotografia, oficinas e saberes

Quando: varia entre as oficinas escolhidas

Mais informações: Instagram do projeto

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

juventudeeracismo.jpg
boletim39.jpg
ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg