AGENDA / Terça, 27 Abril 2021 10:25

Nova edição de revista de teatro negro tem lançamento com programação online

Lançamento da Revista Legítima Defesa, da Cia Os Crespos, terá três encontros online sobre a atualidade da dramaturgia negra

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Divulgação

Imagem mostra uma montagem com os fundadores da revista Legítima Defesa: Lucelia Sergio, Nabor Jr e Sidney Santiago.
Introdução:

Lançamento da Revista Legítima Defesa, da Cia Os Crespos, terá três encontros online sobre a atualidade da dramaturgia negra

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: Divulgação

Nos dias 27, 28 e 29 de abril, sempre às 20h, serão realizadas mesas de debates sobre o teatro negro para comemorar o lançamento da terceira edição da revista Legítima Defesa, uma criação da cia Os Crespos.

A transmissão será feita pelo canal do Sesc Pompeia no YouTube, com mediação dos atores fundadores da cia Sidney Santiago e Lucelia Sergio, e o editor Nabor Jr.

Na terça (27) haverá uma homenagem e uma conversa sobre a carreira de grandes atrizes negras do teatro brasileiros: Chica Xavier, Ruth de Souza e Zenaide Zen, com a participação de Léa Garcia (RJ), Cyda Moreno (RJ) e Filó Filho (RJ).

Na quarta (28) o tema do encontro será o teatro negro infantil, com participações de Cássia Valle (BA), Michelle Sá (MG) e Ícaro Rodrigues (SP). Na quinta (29), último dia do evento, o debate será sobre o panorama do teatro negro com as participações de Elizandra Souza (SP), Altemar Di Monteiro (CE) e Denilson Tourinho (MG).

“O Teatro Negro, nos últimos 20 anos, vem num movimento ascendente de discussão sobre um novo teatro nacional. Esse teatro incorpora diferentes experiências estéticas para discutir a complexidade de nossa identidade negra, mestiça, que sofre com os impactos coloniais e escravocratas de nossa história” , diz a co-fundadora da cia Lucelia Sergio, integrante do Conselho Editorial da revista.

A revista Legítima Defesa

A terceira edição da publicação traz um amplo panorama e vários pontos de reflexão sobre a dramaturgia negra com com textos de Altemar Di Monteiro (CE), Aza Njeri (RJ), Denilson Tourinho (MG), Elizandra Souza (SP), Liliane Braga (SP) , Lucelia Sergio (SP) , Nabor Jr. (SP), Napo Masheane (África do Sul) e Sidney Santiago Kuanza (SP).

“Se por um lado as perspectivas que se apresentam ainda são nebulosas, especialmente para o povo preto e periférico, por outro, aqui estamos novamente para nos reaproximarmos, por meio dessa publicação edificada pelo afeto”, destaca Nabor Jr., editor da revista.

O conteúdo é distribuído em 12 editorias, com textos sobre: Teatro negro e transgressão; O movimento de fortalecimento da cena negra nacional; Arte negra no Ceará; Reflexões sobre o teatro negro para infância e juventude; Os 15 anos de importantes grupos de arte negra de São Paulo, Os Crespos, Ilú Obá de Min e Quilombaque; A passagem de Alberto Guerreiro Ramos pelo Teatro Experimental do Negro; além de homenagear artistas como Ruth de Souza, Chica Xavier e Zenaide Zen.

A última edição da revista foi lançada em 2016. A distribuição será gratuita e de maneira escalonada por conta da pandemia da Covid-19. A versão digital já está disponível no site da Cia Os Crespos.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

melly.jpg
cafe.jpg
entrevistalazaroramos.jpg
lucaskinte.jpg