AGENDA / Terça, 27 Julho 2021 14:56

Em edição dedicada ao hip hop, Festival Palco Ultra traz Emicida, Rico Dalasam e Tássia Reis

Sétima edição do festival mineiro acontece nos dias 30 e 31 de julho e será transmitido pelo YouTube

Texto: Redação I  Imagem: Divulgação/Wendy Andrade

Emicida, Rico Dalasam, Larissa Luz, Tássia Reis e mais atrações celebram o Hip Hop e o Rap em festival on-line
Introdução:

Sétima edição do festival mineiro acontece nos dias 30 e 31 de julho e será transmitido pelo YouTube

Texto: Redação I  Imagem: Divulgação/Wendy Andrade

Nos próximos dias 30 e 31 deste mês, o festival mineiro Palco Ultra apresenta a sua sétima edição e tem como protagonista um ritmo originário das periferias e do povo preto: o hip hop. Originalmente realizado de forma presencial, em Belo Horizonte, o encontro ganha versão online devido a pandemia. Atrações como Emicida, Rico Dalasam, Larissa Luz, Drik Barbosa, Tássia Reis e Fenda estão confirmadas.

A ação é organizada pela produtora UN Music, empresa conhecida no meio fonográfico por ter um olhar atento à cena do rap e hip hop recente. O primeiro festival realizado por eles, inclusive, foi o HipHop.doc, em 2006. A pluralidade de caminhos pelos quais é possível levar essa cultura foi uma das bases para a escolha dos nomes que estão no line-up. A ideia é refletir a diversidade sonora que o termo pode abraçar: “Buscamos artistas de várias tendências do Hip Hop. Uns mais próximos da MPB, outros do Pop, outros do R&B”, conta Barral Lima, idealizador do evento. 

Segundo os organizadores, a motivação para a escolha do Hip Hop está no poder de conexão com outros ritmos, além da força social. “É uma cena bem vibrante, uma potência social”, pontua Barral. “Não se trata apenas de realizar um evento. É importante também incomodar com novas experiências e, por isso, estamos atentos sobre quais mensagens estamos levando para as pessoas”, complementa.  

Leia também: Ancestralidade e protagonismo da mulher preta são tema de encontro nacional de dança

No setlist, o festival mescla canções já conhecidas na trajetória dos artistas com novidades. A cantora baiana Larissa Luz, por exemplo, fará a primeira apresentação do single 'Cante Pra Chamar', parceria com o projeto Rumpilezzinho, lançada no dia 6 de julho. O trabalho mais recente de Rico Dalasam, o disco 'Dolores Dala Guardião do Alívio', também ganha o palco.

A maioria dos shows foram gravados nos estúdios da Ultra Music, exceto as apresentações de Emicida (que traz no setlist faixas como “Passarinhos”, “AmarElo” e “É Tudo Pra Ontem”) e Drik Barbosa ( que apresenta músicas como “Mandume”, “Sobre Nós”, “Seu Abraço” e o hit “Quem Tem Joga”). 

Os shows, gravados previamente, serão exibidos apenas nos dias do evento, pelo canal do grupo UN Music, no YouTube, nos dois dias a partir das 20h. 

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

juventudeeracismo.jpg
boletim39.jpg
ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg