AGENDA / Terça, 27 Julho 2021 11:04

Ancestralidade e protagonismo da mulher preta são tema de encontro nacional de dança

Com o tema “Trajetórias: Mulheres negras em cena”, evento é organizado pelo Ilê Èkó Ajô Nagô e o Balé Nagô Ajô de Pernambuco; inscrições podem ser feitas até a próxima quarta-feira (28)

Texto: Victor Lacerda I Edição: Nataly Simões I Imagem: Divulgação/Afoxé Oyá Alaxé

Ancestralidade e protagonismo da mulher preta é tema de encontro nacional de dança
Introdução:

Com o tema “Trajetórias: Mulheres negras em cena”, evento é organizado pelo Ilê Èkó Ajô Nagô e o Balé Nagô Ajô de Pernambuco; inscrições podem ser feitas até a próxima quarta-feira (28)

Texto: Victor Lacerda I Edição: Nataly Simões I Imagem: Divulgação/Afoxé Oyá Alaxé

Pernambuco sedia a primeira edição do Encontro Nacional Ijó: A Ancestralidade e o Protagonismo da Mulher Preta na Dança. Fruto da organização do Ilê Èkó Ajô Nagô e Balé Nagô Ajô - originários do Afoxé Oyá Alaxé, fundado em 2004 -, a ação conta com a temática central “Trajetórias: Mulheres negras em cena”, de forma totalmente online, no dia 31 de julho, a partir das 15h.

Ao todo, são oferecidas 40 vagas para a primeira edição. As inscrições podem ser feitas até a próxima quarta-feira (28). Os inscritos receberão certificados de participação.

 O evento é idealizado pela docente, pesquisadora e bailarina nagô, Helaynne Sampaio Ulefun, e é dedicado aos ensinamentos da matriarca do ilê, a qual faz parte da linhagem sanguínea, o IlÊ Obá Aganjú Okoloyá, o Terreiro de Mãe Amara, sua avó. Fundado em 1945, é uma das casas mais tradicionais do culto aos orixás da nação nagô do estado. 

arteEncontroBNA

Segundo a idealizadora, o objetivo da atividade é debater sobre o protagonismo das mulheres negras na dança através da sua ancestralidade e resistência política antirracista. Assim, o evento contará com um xirê de diálogos, sessão de homenagem às mulheres negras pioneiras na dança e a oficina "Ijó das Orixás", ensinando os “pés de dança” de cada divindade cultuada pela nação nagô. 

Rita Rosa Lende, idealizadora da plataforma Báskula e da SEMA desenvolvimento em dança contra narrativo em dança, e a professora doutora e pesquisadora das tradições africano-brasileiras, na educação e nas artes performáticas, Inaicyra Falcão integram o evento como convidadas especiais. 

Leia também: Pesquisadoras de dança nordestinas lançam documentário sobre raízes do maculelê

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui e apoie a Alma Preta Jornalismo

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

melly.jpg
cafe.jpg
entrevistalazaroramos.jpg
lucaskinte.jpg