ÁFRICA & DIáSPORA / Terça, 02 Junho 2020 10:45

Pesquisadores do Senegal criam teste rápido da Covid-19 e com baixo custo

Resultado sai em menos de 10 minutos e custa um dólar, aproximadamente R$ 6. Virologista que coordenou a pesquisa já desenvolveu estudos sobre a Zika, o Ebola e a Hepatite viral

Texto: Juca Guimarães I Edição: Nataly Simões I Imagem: OMS

O médico virologista senegalês e diretor da Organização Mundial da Saúde (OMS), Amadou Alpha Sall, 57 anos, comanda uma equipe que desenvolveu um teste rápido para detectar o contágio pelo Covid-19, o novo coronavírus. O resultado do teste sai em menos de 10 minutos e o custo é de um dólar, aproximadamente R$ 6. A previsão é que a fabricação e a distribuição do novo teste sejam feitas nas próximas semanas.

O teste desenvolvido pelo doutor Sall será fabricado em Dacar, no Senegal, e usa a saliva do paciente para identificar o contágio. A apresentação do resultado é semelhante a do teste rápido de gravidez. Atualmente, o teste mais indicado para o Covid-19, é o PCR, com investigação genética do DNA e custo entre R$ 300 e R$ 500.

O laboratório DiaTropix, do doutor Sall, é um dos mais avançados na pesquisa de doenças tropicais na África, como a Dengue e o Ebola. Entre 2002 e 2004, Sall trabalhou no Camboja, na Ásia, no desenvolvimento de um tratamento para a hepatite viral. Em 2005, atuou como membro do Comitê Emergencial da OMS para combater o Zika Vírus. Ao todo, o médico já publicou mais de 100 artigos científicos e estudos sobre a contaminação por vírus. Em 2015, foi premiado pela Unesco por conta do seu trabalho com doenças virais. As pesquisas do doutor Sall são feitas em parceria com o Instituto Pasteur, do Reino Unido.

O primeiro caso de Covid-19 no Senegal foi confirmado no dia 2 de março. Em 29 de maio, o total de infectados no país chegou a 3.348 casos, com 41 mortes para uma população de 15,4 milhões de pessoas. No Brasil, a Covid-19 matou 30.058 pessoas e a população é de 209,5 milhões. A população brasileira é 13 vezes maior do que a do Senegal, porém, o número de mortes pela Covid-19 no Brasil é 733 vezes maior do que no país senegalês.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

juventudeeracismo.jpg
boletim39.jpg
ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg