ÁFRICA & DIáSPORA / Terça, 22 Setembro 2020 13:32

África do Sul reabre as fronteiras; turismo tem peso importante na economia

A partir de 1 de outubro o país retoma visitação com novas regras de segurança por conta da Covid-19

Texto: Guilherme Soares Dias | Edição: Nataly Simões | Imagem: Divulgação

O presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, anunciou que as fronteiras internacionais serão reabertas a partir de 1 de outubro de 2020. Para garantir a segurança dos viajantes, serão feitos testes de temperatura, distanciamento social, higienização e uso obrigatório de máscaras.

Entre as condições para a abertura da fronteira estão: países considerados de alto risco serão restritos (a lista ainda não foi divulgada); apenas o Aeroporto Internacional da Cidade do Cabo, o Aeroporto Internacional King Shaka e o Aeroporto Internacional Tambo estarão abertos para voos internacionais. O número de postos de fronteira terrestre que permanecerão abertos será limitado.

Além disso, na chegada, os viajantes deverão apresentar um resultado negativo do teste Covid-19 com até 72 horas do horário da partida. Todos os viajantes serão examinados na chegada e aqueles que apresentarem sintomas deverão fazer um teste Covid-19.

Quando necessário, os viajantes precisarão entrar nas instalações de quarentena obrigatória por conta própria. Os viajantes serão solicitados a baixar o aplicativo Covid Alert South Africa Mobile. O Conselho Empresarial de Turismo da África do Sul (TBSCA, na sigla em inglês) desenvolveu um conjunto abrangente de protocolos que serão comunicados e distribuídos a todos os atores do turismo.

A mudança ocorre no momento em que o país entra em alerta nacional de lockdown "nível um", que começou no domingo (20), após uma redução significativa nas infecções de Covid-19. A África do Sul tem registrado uma média de menos de 2 mil casos do novo coronavírus por dia.

O turismo tem peso importante na economia do país. O governo sul-africano já elegeu o turismo como a segunda prioridade econômica, atrás apenas da mineração. Os investimentos fizeram com que Johanesburgo recebesse o maior número de pessoas do continente – a cidade tem o aeroporto que funciona como hub, um centro de distribuição, para a região. Em 2018, foram 10,5 milhões de turistas na África do Sul. O Brasil é o nono país que mais envia turistas para lá, sendo 70,5 mil em 2018.

No começo de setembro, o país organizou o quinto roadshow, sendo o primeiro online, para apresentar o destino para operadores turísticos brasileiros. Com o tema “A África do Sul vem até você”, empreendedores sul-africanos do turismo apresentaram seus produtos in loco, direto de reservas de safári, vinícolas, pontos turísticos. O evento foi organizado pela TI Comunicações, que representa o destino no Brasil.

 Apoie jornalismo preto e livre!

 O funcionamento da nossa redação e a produção de conteúdos dependem do apoio de pessoas que acreditam no nosso trabalho. Boa parte da nossa renda é da arrecadação mensal de   financiamento coletivo e de outras ações com apoiadores. 

 Todo o dinheiro que entra é importante e nos ajuda a manter o pagamento da equipe e dos colaboradores em dia, a financiar os deslocamentos para as coberturas, a adquirir novos   equipamentos e a sonhar com projetos maiores para um trabalho cada vez melhor. 

 O resultado final é um jornalismo preto, livre e de qualidade.

 Acesse aqui nosso Catarse

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece. Se inscreva e receba nossas notícias toda semana.

VÍDEOS

ccsp.jpg
umanobetofreitas.jpg
boletiim38.jpg
racismoemeioambientecop26.jpg