A deputada estadual é pré-candidata à prefeitura de Salvador e participou do Guia Negro Entrevista

Texto / Redação | Edição / Simone Freire | Imagem / Rosalvo Neto

A deputada estadual Olívia Santana (PCdoB) discute a baixa presença de pessoas negras nos espaços de poder e lembra, em conversa com o Guia Negro Entrevista, que a possibilidade de uma mulher negra ser deputada estadual só aconteceu no século 21. “Só o racismo justifica a Bahia ter demorado tanto para ter uma deputada negra”, afirma.

Eleita em 2018 para a Assembleia Legislativa da Bahia, Olívia se prepara agora para ser candidata à prefeitura de Salvador, que nunca teve prefeito ou prefeita eleita em sua história.

Ela se considera uma mulher, negra e marxista e defende pautas ligadas ao movimento negro, como o combate à intolerância religiosa. Olívia afirma que sua candidatura à prefeitura é irrevogável e espera o apoio de figuras para quem sempre fez campanha, como é o caso do governador da Bahia, Rui Costa (PT).

O Guia Negro Entrevista é apresentado por Guilherme Soares Dias, tem produção de Heitor Salatiel, imagens de Rosalvo Neto, do Instituto Mídia Étnica e é realizado pela Terra Preta Produções.

Confira! 

bannerhorizontal

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos