Serão três dias de discussões e apresentações de trabalhos sobre o tema na Unicamp

Texto e imagem / Reprodução

A Lei Áurea, que aboliu a escravidão no Brasil, completou 130 anos em 13 de maio de 2018. Apesar de ter posto fim a mais de três séculos de trabalho forçado no Brasil, ela não terminou com a integração dos ex-cativos na sociedade.

Para discutir os desdobramentos desse marco – sobretudo para mulheres e homens negros no Brasil –, o Centro de Pesquisa em História Social da Cultura (Cecult), promove o seminário “Abolição e Pós-Abolição: Perspectivas em História Social”, que será realizado entre os dias 14 e 16 de agosto a partir das 10 horas da manhã, na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp).

O evento apresenta resultados de pesquisas recentes sobre o tema, desenvolvidas por estudantes e docentes vinculados ao Cecult, que discutem as relações entre trabalho escravo, trabalho livre, abolição, pós-abolição e racismo no país.

Serviço:

Seminário “Abolição e Pós-Abolição: Perspectivas em História Social”

Dias 14 e 16 de agosto na Unicamp

Entrada franca

Para conferir a programação completa e locais de cada mesa, acesse: https://www.cecult.ifch.unicamp.br/pf-cecult/public-files/noticias/10589/folder-abolicao-pos-abolicao-2018.pdf

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos