Cidade terá protesto na Avenida Paulista, tradicional ponto da cidade, e no Jardim Ângela, Zona Sul do município; Ambos os atos esperam reunir milhares de pessoas

Texto / Pedro Borges
Imagem / Divulgação

No dia 14 de Março de 2019 atinge-se o tempo de 1 ano sem respostas sobre o assassinato da ex-vereadora do PSOL, Marielle Franco, e do motorista, Anderson Gomes. Ambos os dois foram executados no Rio de Janeiro, depois de uma atividade política, no centro da cidade.

Em São Paulo, duas manifestações foram marcadas para a data. O maior protesto está agendado para as 17h, na Avenida Paulista, e anuncia “Justiça para Marielle: vidas negras e periféricas importam”. O ato é organizado por uma série de organizações políticas, entre elas Marcha das Mulheres Negras, MST, MTST, PSOL SP; entre outros.

No texto de convocação para a marcha, os articuladores afirmam que “Marielle Franco representa a história de centenas de mulheres negras e um povo que sofre uma injustiça persistente e secular. Enquanto as nossas vozes clamarem por justiça, nós nos organizaremos e lutaremos. Por isso essa data será de ação e de braços erguidos”.

No mesmo horário, das 18h às 21h, o Fórum em Defesa da Vida mobiliza o ato “Marielle Vive, Nós Também! Pelo direito à vida das mulheres”, com concentração programada para a Praça do Jardim Ângela, zona sul da cidade.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos