Três seleções já deram adeus às chances de classificação no torneio, enquanto duas têm chances significativas para avançar às oitavas de final

Texto / Júlio César Jacob
Imagem / Getty Images

Portugal x Marrocos (Imagem: Getty Images)

Portugal x Marrocos

Após derrota na estreia contra o Irã, Marrocos entrou pressionado na segunda rodada, que foi disputada contra Portugal na quarta-feira (20. Capitaneados pelo zagueiro Benatia, uma das estrelas da Juventus (ITA), os marroquinos buscaram a vitória incessantemente, mas foi em vão. O placar final do duelo foi 1 x 0 para Portugal.

O balde de água fria veio logo no início do jogo, aos 4 minutos: em virtude de falha da defesa após cobrança de escanteio, Cristiano Ronaldo cabeceou de modo preciso e abriu o placar para a seleção portuguesa.

A equipe marroquina pressionou a equipe europeia, em grande parte graças ao bom toque de bola e à compactação dos jogadores - foram 16 finalizações contra 9 dos lusitanos. Além disso, Rui Patrício, goleiro português, estava seguro e controlou o ímpeto dos africanos.

Diversos jogadores marroquinos foram às lágrimas após o término do jogo, pois a derrota decretou eliminação precoce do país, cuja participação anterior em Copas do Mundo foi em 1998.

Bélgica x Tunísia (Imagem: Getty Images)

Bélgica x Tunísia

Não seria fácil para a Tunísia conseguir um resultado positivo frente aà badalada geração belga. Marcada pela alta quantidade de gols, a partida, válida pelo grupo G e realizada no sábado (23), teve vitória dos ante os tunisianos 5 x 2.

A Bélgica entrou ligada desde o início e logo aos 5 minutos, Hazard converteu um pênalti marcado com auxílio do árbitro de vídeo - o atacante do Chelsea (ING) guardou outro tento no segundo tempo. Rumelu Lukaku, belga de ascendência congolesa, marcou dois gols briga pela artilharia do torneio - o atacante tem quatro tentos e está empatado com Cristiano Ronaldo, de Portugal, e atrás de Harry Kane (Inglaterra), que marcou cinco vezes no torneio.

Batshuayi, que também tem ascendência congolesa, marcou o quinto tento belga. Os gols tunisianos foram assinalados por Bronn, aos 18 minutos do primeiro tempo, e Khazri, no último minuto de partida.

Com o resultado, a seleção norte-africana está eliminada e encerra sua participação diante do Panamá na quinta-feira (28), às 15h.

Nigéria X Islândia

Com pouca moral após ter sofrido derrota categórica contra a Croácia, na estreia, as águias verdes conquistaram vitória maiúscula contra os vikings por 2 x 0 em partida disputada na sexta-feira (22). Com o resultado, os nigerianos estão com chances reais de classificação, dependendo apenas de si mesmos para passarem às oitavas de final, e enfrentarão a desesperada Argentina na terça-feira (26).

Com esquema tático baseado no 3-5-2, os africanos dominaram as ações ofensivas, com destaque para Moses aberto pelo lado direito no campo e para o rápido Ahmed Musa nos contra-ataques. O desempenho superior da Nigéria era comprovado por dados estatísticos, com 56% de posse de bola e 16 finalizações.

Após o 0 x 0 do primeiro tempo, os nórdicos voltaram mais expostos e após contra-ataque puxado por Moses, a bola caiu nos pés de Musa, que finalizou sem chance de defesa para o goleiro e cineasta Halldorsson. Aos 30 minutos, em jogada individual, Musa, o nome do jogo, driblou o arqueiro viking e chutou com precisão para fazer seu segundo gol do dia.

Essa vitória colocou fogo no grupo D. Croácia já está classificada para a próxima fase, ao passo que Nigéria precisa vencer a Argentina na terça-feira (26), às 15h. Em contrapartida, portenhos e islandeses dependem dos resultados dos adversários para terem chances de classificação.

 Japão x Senegal (Imagem: Getty Images)

 Japão x Senegal

Senegal e Japão fizeram um confronto emocionante pelo grupo H, disputada domingo (24). O equilíbrio entre as duas partidas foi traduzido em empate por 2 x 2, o que deixou a chave embolada - Colômbia tem também chances matemáticas de classificação, enquanto a cabeça-de-chave Polônia está eliminada.

Aquele clichê sobre asiáticos serem leves e rápidos, ao passo que africanos são superiores fisicamente, esteve presente no primeiro tempo; contudo, os liderados de Aliou Cissé também mostram inteligência com a bola nos pés. Sadio Mané, astro da equipe, aproveitou uma bola mal afastada pelo goleiro Kawashima e estufou as redes aos 11 minutos de jogo. Os samurais azuis deixaram tudo igual aos 34 minutos, com Inui, após chute indefensável.

O segundo tempo começou com jogadas rápidas de ambos os lados. Porém, o domínio físico e do meio-campo era dos leões de Teranga, que mesmo cometendo falhas no setor defensivo, conseguiram vantagem aos 26 minutos, con Wague. Sete minutos depois, após falha do goleiro senegalês, o atacante Honda empatou novamente. Pode-se dizer que este empate teve gosto de derrota para Senegal.

As duas equipes somam quatro pontos e têm o mesmo saldo de gols, mas os japoneses lideram por terem levado menos cartões amarelos. Senegal enfrenta a Colômbia na quinta-feira (28), às 11h. Caso vençam ou empatem a partida contra os cafeteros, os leões de Teranga confirmarão a vaga para as oitavas de final.

 Egito x Arábia Saudita (Imagem: Getty Images)

Egito x Arábia Saudita

Após conquistar classificação histórica e estar de volta à Copa do Mundo depois hiato de anos, assim como uma temporada de seu principal jogador, Mohamed Salah, o Egito era a seleção africana sobre a qual as expectativas eram maiores. No entanto, a decepcionante campanha dos faraós foi encerrada com a terceira derrota em três jogos - desta vez, a algoz foi a Arábia Saudita, que venceu por 2 x 1 a partida disputada nesta segunda-feira (25).

As duas partidas tinham função protocolar, pois as duas equipes já estavam eliminadas. O Egito abriu o placar após belo gol de Salah, que encobriu o goleiro saudita, aos 21 minutos de jogo. No entanto, os adversários empataram o jogo após pênalti assinalado com ajuda do árbitro de vídeo - a penalidade foi convertida por Salman Al-Faraj.

Salem Al-Dawsari, nos acréscimos do segundo tempo, marcou o gol que marcou a virada contra a seleção africana e deu números finais ao placar.

Os egípcios despediram-se da Copa com atuação melancólica e bem abaixo do que se esperava. A nota positiva é relativa a El Hadary, goleiro do Egito, que se tornou o jogador mais velho a atuar em uma partida válida na história de todas as Copas do Mundo, aos 45 anos. Mesmo tendo defendido um pênalti, ele pouco pôde fazer para impedir a derrota da equipe africana.

Espanha x Marrocos (Imagem: Getty Images)

Espanha x Marrocos

Eliminada após ter sido derrotada por Irã e Portugal - em ambos os jogos, por 1 x 0 -, os marroquinos queriam conquistar resultado para poderem se despedir da Copa do Mundo com dignidade. E conseguiram fazê-lo, após arrancar heroico empate contra a já classificada Espanha por 2 x 2.

Sem nada a perder e valendo-se de organizada disposição tática em campo, os marroquinosabriram o placar aos 14 minutos, com Khalid Boutaïb - os espanhóis igualaram o placar cinco minutos depois, com Isco.

O equilíbrio foi mantido no segundo tempo e a combinação entre aplicação tática e determinação dos marroquinos foi recompensada com o segundo gol, marcado por Youssef En-Nesyri, aos 36 minutos do segundo tempo.

Nos acréscimos, Iago Aspas empatou o jogo em gol legal, mas assinalado após o juiz ter recorrido ao VAR - o tento havia sido anulado, mas validado após consulta do árbitro. A reviravolta revoltou os marroquinos, que não puderam dizer adeus ao torneio sem vencer. Ainda assim, a despedida foi honrosa, ainda que os três resultados obtidos não foram condizentes com o futebol correto e taticamente elogiável dos africanos.

Espanha, primeira colocada no grupo, enfrentará a anfitriã Rússia nas oitavas de final, enquanto Portugal jogará contra o Uruguai.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
Rua Tonelero 201, ap 102. CEP: 05056-000
Vila Ipojuca, São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos