Em comemoração aos 10 anos da iniciativa, os participantes do projeto criado pela ONG Ação Educativa partilham experiências e vivências com a juventude

Texto / Anna Laura
Imagem / Bruno Marques (Facebook)

Há 10 anos atrás, a ONG Ação Educativa - associação civil sem fins lucrativos que atua nos campos da educação, da cultura e da juventude -, colocava em prática o projeto “Arte na Casa”. A iniciativa consiste na promoção de oficinas artísticas nas unidades da Fundação Casa.

Em comemoração a esse marco, os educadores que trabalham dentro do projeto lançaram nesta sexta-feira (27) o livro “Na Linha Tênue - Experiências de Arte-Educação Em Privação de Liberdade”, que conta grande parte dos momentos vividos com os jovens dentro da Fundação.

A ideia do livro surgiu a partir da semana de Direitos Humanos e Educação Popular, promovida pela Ação Educativa no ano passado. Foi realizado uma oficina com a vivência dos educadores. Surgiu então a oportunidade de escrever um artigo sobre essas experiências para uma revista digital. A equipe notou que eram muitas histórias, sendo o livro a melhor opção.

Soraya Barreto Teixeira Machado faz parte do time, e oferece oficinas de danças brasileiras e dança negra contemporânea para meninos e meninas. Segundo ela, foi uma experiência incrível e memorável. “Sempre fiz registros das minhas aulas, porque o fato de não poder entrar com equipamentos para fotografar ou filmar, faço os registros diários das atividades que desenvolvo a mão”, explica.

Partindo dessa ideia de que os registros através de filmagens são proibidos, a ideia de Soraya ajudaria as pessoas a compreenderem o universo existente dentro da Fundação Casa. “Poder falar sobre algumas experiências foi muito importante. Afinal, as pessoas podem conhecer o universo de lá de dentro, e nosso trabalho com arte”, diz.

Para Soraya, a experiência mais marcante foi vivenciada no PAMI, na unidade feminina Chiquinha Gonzaga. “Lá os bebês recém-nascidos ficam com suas mães até o cumprimento da medida. Trabalhar com aquelas meninas me marcou”, revela.

Apesar disso, Soraya afirma que toda experiência é válida. “Cada ciclo é único. Nunca se sai a mesma pessoa depois de um ciclo de oficina”, conclui.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Onde Estamos

Endereços e Contatos
Rua Tonelero 201, ap 102. CEP: 05056-000
Vila Ipojuca, São Paulo
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos