Estilistas criam coleção que propõe diálogo entre ancestralidade afro-brasileira e futurismo e promovem desfile a céu aberto

Texto / Divulgação
Imagem / Nina Vieira

O pré-lançamento da quarta edição da ‘Mostra de Criadoras em Moda: Mulheres Afro-Latinas’ acontece no dia nove de março às 20h em forma de bate-papo com as convidadas Goya Lopes, designer de superfície e artista plástica, e Julia Vidal, designer de moda no Sesc 24 maio, localizado no centro de São Paulo.

Essa edição do evento junta cinco ateliês da capital paulista com o objetivo de criar uma coleção exclusiva. O projeto propõe abrir espaço para pensar e fazer moda a partir de uma perspectiva mais democrática e inclusiva. No dia 17 desse mesmo mês, acontece um desfile a céu aberto na Rua Dom José de Barros, na região central de São Paulo.

Nas três primeiras edições, cada equipe trabalhou em sua própria coleção, separadamente, para um desfile único ao final. Desta vez, a estratégia mudou: todas as etapas são desenvolvidas coletivamente com os ateliês Abayomi Ateliê, África Plus Size Brasil, Candaces Moda Afro, Cynthia Mariah e Xongani.

Para o coletivo Manifesto Crespo, que coordena o projeto, e para o Núcleo Socioeducativo da Programação do Sesc 24 de Maio, idealizador da iniciativa, esta é uma oportunidade de ressignificar a moda. Neste ano, optaram por não usar o termo ‘modelo’, mas ‘mulheres desfilantes’. Além disso, as organizadoras não usam ‘looks’ para definir as peças, preferem criações.

“Tudo isso faz parte de um processo de abrasileirar nossa moda, que também é nutrida por África e referências indígenas. A moda precisa expressar outras vivências, outras memórias, outros corpos. Esse é o nosso objetivo”, afirma Pamela Rosa, do Abayomi Ateliê.

Conceito da Mostra

Os grupos definiram duas linhas condutoras para a coleção. Todo o trabalho deverá expressar a conexão entre africanidade e afro-brasilidade, bem como percorrer uma trajetória que nasce em referências ancestrais até o futurismo.

A proposta é também que a passarela seja um território que demonstre humanidade para além da exibição nos palcos. Para isso, as roupas foram feitas a partir das histórias de vida das mulheres que irão vesti-las. O intuito é contrariar a ideia de que a criação seja mais importante e que modelos são ‘cabides’.

Serviço
Pré-lançamento Coleção 2017/2018 - Mostra de Criadoras em Moda
Dia: 9 de março de 2018. Sexta, 20h às 22h
Local: Teatro – 1º subsolo (216 lugares)
Retirada de ingressos com 1h de antecedência no local.
Evento gratuito

Desfile das Criadoras
Dia: 17 de março de 2018. Sábado, 16h às 18h
Local: Rua Dom José de Barros
Evento gratuito

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos