O Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial promove eventos para pautar questão racial

Texto/Aline Bernardes

Imagem/Reprodução

O Núcleo Especializado de Defesa da Diversidade e da Igualdade Racial da Defensoria Pública do Estado de São Paulo nasceu há dez anos. Além de atuar na defesa do cidadão, a nova instituição tem a tarefa de combater a discriminação, desenvolver estudos sobre o assunto e elaborar políticas públicas na área.

O centro recebe denúncias, dá orientações sobre os procedimentos corretos, emiti pareceres jurídicos e encaminhará os casos para os órgãos competentes. A fim de comemorar a data e o Novembro Negro, o Núcleo promove neste mês eventos para pautar as questões raciais.

Uma audiência pública para discutir as políticas de cotas étnico-raciais nas universidades públicas, escolas técnicas e faculdades tecnológicas do Estado ocorrerá na terça-feira, 13 de novembro. Além de ser aberta ao público, não há necessidade de inscrições prévias.

No cenário global de retrocessos democráticos e de acirramento dos sistemas de poder, a professora Patricia Hill Collins, professora da Universidade de Maryland, College Park, foi convidada para compartilhar suas reflexões sobre os desafios da luta de mulheres negras no Brasil e Estados Unidos.

Esse debate ocorrerá no dia 29 de novembro com a participação das professoras Ísis Aparecida Conceição (UNILAB/UFBA) e Eunice Prudente (USP), intelectuais e pensadoras fundamentais sobre feminismos, gênero e interseccionalidade no Brasil.

“Identidade, luta por representação e território: o caso da estação Japão -Liberdade” é tema do debate do dia 30 de novembro. A discussão será em torno da memória negra, impacto do racismo na produção de desigualdades socioespaciais e na produção de subrepresentação histórica e simbólica.

As palestrantes serão a Ana Maria Gonçalves (autora de um Defeito de Cor) e de Ana Barone (professora FAU-USP)

 

Confira a programação

Debate: políticas de cotas étnico-raciais nas universidades públicas, escolas técnicas e faculdades tecnológicas do Estado

Data: 13 de novembro

Horário: 9h às 13h30

Local: auditório da Defensoria Pública – localizado na Rua Boa Vista, nº 200, no Centro da Capital

 

Debate: os desafios da luta de mulheres negras no Brasil e Estados Unidos.

Data: 29 de novembro

Local: Museu Afro-Brasil

 

Debate: identidade, luta por representação e território: o caso da estação Japão -Liberdade

Data: 30 de novembro

Horário: 14 às 18 horas

Local: Defensoria Pública do Estado de São Paulo


Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos