fbpx

Manifestação religiosa lembra vida de Marielle Franco e Anderson Gomes no Rio de Janeiro

Texto / Da Redação
Imagens / Reprodução

Na terça-feira (20), Marielle Franco será homenageada em um ato político às 17h na região da Candelária, centro do Rio de Janeiro. A homenagem saírá em marcha até a Cinelândia, e será concluída com um ato inter-religioso previsto para começar às 19h.

O trajeto lembra o curso tomado pela manifestação de quinta-feira (15) no dia posterior ao assassinato de Marielle Franco. A manifestação reuniu dezenas de milhares de pessoas e lotou a região da Cinelândia, com momentos em que a multidão se estendia por centenas de metros até a Av. Presidente Vargas.

Igreja da Candelária, no Centro do Rio de Janeiro, local de ponto de encontro do ato na terça-feira (20) (Foto: Reprodução)

Marielle Franco, vereadora pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) e socióloga, foi assasinada junto com seu motorista, Anderson Pedro Gomes, no centro do Rio de Janeiro na noite de quarta-feira (14). Ela voltava para casa após participar de um evento ao lado de mulheres negras na Lapa, discutindo e raça e gênero.

A temática é parte marcante da trajetória de Marielle Franco, cujos projetos enquanto vereadora do Rio de Janeiro estavam voltado à classe trabalhadora, em especil mulheres, LGBTs, negros e jovens de periferia.

Seu assassinato foi motivo de comoção nacional e internacional, e tem rendido homenagens desde então.

Para mais informações, acesse o evento do ato "Mariele Vive" no Facebook.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com