fbpx

Obra dá visibilidade às mulheres negras protagonistas no combate às injustiças sociais nas periferias; lançamento será nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, às 19h, na Fundação Marielle Franco

Texto: Nataly Simões | Edição: Pedro Borges | Imagem: Janine Moraes/Secretaria Especial de Cultura

A trajetória de mulheres negras protagonistas nas conquistas de direitos nas periferias é tema do livro “Negras Lideranças: mulheres ativistas da periferia de São Paulo”, de Eliete Edwiges Barbosa. O evento de lançamento será nesta quarta-feira (12), na Fundação Marielle Franco, em Campos Elíseos, no centro da capital paulista.

A obra, publicada pela Editora Dandara, é resultado da dissertação de mestrado de Eliete Barbosa no curso de Psicologia Social da PUC-SP. Ao longo das 132 páginas, a autora busca dar visibilidade às mulheres negras que atuam nos movimentos de periferias e surgem no calor das injustiças sociais como a falta de acesso à educação, moradia e saúde e muitas vezes não têm reconhecimento nos espaços de destaque da ação política.

O evento de lançamento conta com uma mesa de debates com a autora Eliete Barbosa e a professora universitária e ex-ministra da Igualdade Racial, Matilde Ribeiro, que escreveu o prefácio da obra.

“Vejo o livro da Eliete como um mergulho numa reflexão que aponta para estratégias de ação comprometidas com a vida digna das mulheres negras e de todos impedidos de vivenciarem seus direitos”, descreve Matilde Ribeiro.

Participam também a pós-doutora em comunicação pela USP, Rosane Borges, e o professor da PUC-SP, Salvador Sandoval, orientador da pesquisa que deu origem ao livro.

Autora com vivência nos movimentos sociais

Mestre e doutoranda em Psicologia Social pela PUC-SP, Eliete Edwiges Barbosa possui experiência na área de serviço social, especialmente em projetos habitacionais e de reurbanização de áreas degradadas, movimentos populares, políticas públicas, multiculturalismo e relações raciais. Atualmente, a escritora é professora do curso de Cultura, Educação e Relações étnico-raciais na USP.

Serviço:

Lançamento do livro “Negras Lideranças: mulheres ativistas da periferia de São Paulo”

Data: 12 de fevereiro, quarta-feira, às 19h

Endereço: Fundação Marielle Franco | Alameda Barão de Limeira, 1.400, Campos Elíseos, São Paulo - SP.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com