Evento conta com a presença do escritor britânico Johann Hari, que conversa com Nathalia Oliveira (INNPD, PBPD), Raull Santiago (Coletivo Papo Reto e Movimentos) e Adriano de Camargo (educador social) sobre o tema

Texto / Thalyta Martins
Imagem / Reprodução

Johann Hari, jornalista britânico, lança seu livro “Na Fissura: Uma História do fracasso no combate às drogas” na Livraria Tapera Tapera, a partir das 19h do dia 24 deste mês. Ocorrerá um debate que conta com a presença de Nathalia Oliveira (INNPD, PBPD), Raull Santiago (Coletivo Papo Reto e Movimentos) e Adriano de Camargo (educador social).

O livro de foi lançado no Brasil este mês pela Companhia das Letras, com tradução de Hermano Brandes, e para promover a publicação, o autor estará no país no final de novembro para participar de uma série de debates e conversas no Rio de Janeiro e em São Paulo, com organização do CESeC e do Coletivo Papo Reto.

Sobre o livro

"Na Fissura" investiga profundamente a guerra global às drogas e o paradoxo do proibicionismo, além de possíveis alternativas ao atual modelo. Em uma jornada pessoal motivada pela convivência com dependentes na família, Hari viajou quase 50 mil km para conhecer lugares com as políticas mais rígidas em relação às drogas. Passou por prisões nos EUA e campos de trabalho forçado no Vietnam, entrevistou membros de cartéis mexicanos e conversou com pessoas responsáveis pela descriminalização do uso em Portugal para fazer um balanço realista do problema.

O livro mostra como a guerra às drogas transformou os países na rota do tráfico e tem impedido um debate honesto sobre as verdadeiras origens da dependência. Sem negligenciar os perigos do consumo de narcóticos, que devem ser objeto de políticas médico-sociais semelhantes às do álcool e do tabaco, o autor denuncia os enormes prejuízos socioeconômicos causados pelo massacre de consumidores e vendedores postos na ilegalidade.

Hari fez sua pesquisa no Brasil em 2017 e a edição em português traz um trecho inédito sobre a realidade nacional da guerra às drogas. Um dos personagens do capítulo brasileiro do livro é Raull Santiago, integrante do Movimentos, ativista do Coletivo Papo Reto e morador do Complexo do Alemão (RJ). A outra personagem é Carmen Lopes, trabalhadora da assistência social e redutora de danos que atua com pessoas em situação de rua que usam drogas na região da Luz, no centro da cidade de São Paulo.

Sobre o autor

Com dois livros publicados na lista de best-sellers do The New York Times, Johann Hari foi colunista do jornal britânico The Independent por nove anos, além de ter colaborado com jornais como The Guardian, Le Monde e Los Angeles Times. Hari foi nomeado duas vezes "Jornalista do ano" pela ONG Anistia Internacional por suas reportagens em áreas de guerras e conflitos. Graduado pela King’s College em Ciências Sociais e Ciências Políticas da Inglaterra, sua conferência TED intitulada “Tudo o que você pensa que sabe sobre vício está errado” tem mais de 10 milhões de acessos, tornando-o um dos palestrantes mais assistidos do canal. "Chasing the Scream" se tornou um best-seller da lista do jornal New York Times e recebeu elogios de Noam Chomsky, Elton John, Hillary Clinton, Naomi Klein, Oprah e Glenn Greenwald. O livro está sendo adaptado para o cinema pelo diretor vencedor de Oscar Lee Daniels.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
contato(@)almapreta.com

Mais Lidos