fbpx

Encontro virtual será neste sábado (1), a partir das 20h30, no Facebook. Entre as participantes estão Marinete da Silva, mãe de Marielle Franco; Jacira, mãe dos músicos Emicida e Fióti; e Débora Silva, coordenadora do movimento Mães de Maio

Texto: Redação I Edição: Nataly Simões I Imagem: Reprodução/YouTube

O enfrentamento contra a violência do Estado, os desaparecimentos forçados, o encarceramento e artifícios jurídicos, como os autos de resistência, que sustentam a matança de jovens negros e periféricos no Brasil será um dos temas da live que o coletivo Esporte pela Democracia promove neste sábado (1), em página no Facebook.

A apresentação é do ex-jogador de futebol e comentarista esportivo Walter Casagrande Jr e a mediação será feita pela treinadora e ex-jogadora de vôlei Isabel Salgado.

Entre as participantes do encontro estão a dona Marinete da Silva, mãe da Marielle Franco; Débora Silva, coordenadora do Movimento Mães de Maio, dona Jacira, mãe dos músicos Emicida e Fióti, entre outras mães e ativistas.

Estão confirmadas também as presenças de Wakrenawa Krenak, mãe indígena, educadora e bióloga; Elaine Mineiro, mãe da Malu, articuladora de Núcleo de Base da Uneafro, geógrafa, integrante da Comunidade do Jongo dos Guaianás e do Fórum de Cultura da Zona Leste; Carmen Silva, mãe da Preta Ferreira, liderança do MSTC, conselheira de Habitação e ativista pelo direito à cidade; e Ana Dias, mãe da periferia da Zona Sul de São Paulo e esposa do líder da pastoral operária Santo Dias, assassinado em 1979.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com