fbpx

Objetivo da campanha é tirar do papel ideias como o desenvolvimento de uma escola voltada para mulheres negras e da periferia, combater fake news sobre a ex-vereadora assassinada e criar um centro de memória com acervo físico e digital

Texto: Nataly Simões | Edição: Pedro Borges | Imagem: Joana Ziller

O Instituto Marielle Franco lançou nesta segunda-feira (10) uma campanha de financiamento coletivo para desenvolver as primeiras ações de preservação do legado da vereadora assassinada junto ao seu motorista Anderson Gomes há quase dois anos.

Anielle Franco, diretora executiva do Instituto e irmã de Marielle, conta que a família da vereadora sempre teve consciência de que a mobilização coletiva seria a forma de dar continuidade ao trabalho da defensora dos direitos humanos.

“Desde o início nós sabíamos que seria pela força coletiva de pessoas que apoiam nossa família e admiravam a trajetória pessoal de Marielle que conseguiríamos preservar o que ela deixou e construir espaços de acolhimento e oportunidades para outras milhares de jovens negras deste país”, afirma.

Metas

A primeira meta da campanha é arrecadar recursos para o desenvolvimento de atividades da Casa Marielle em março no Rio de Janeiro e a realização de um circuito de lançamento do Instituto pelo Brasil ao longo do ano. O objetivo é ter espaços abertos para o acolhimento, oficinas e rodas de conversa para todas as pessoas que desejam lutar pelo legado de Marielle.

Entre as outras metas do financiamento coletivo está o desenvolvimento da metodologia da Escola Marielles, com o intuito de fortalecer jovens negras, LGBTs e periféricas de todo o país para lidarem com os desafios da construção de uma sociedade mais justa e menos desigual.

O Instituto também pretende combater às fake news difundidas sobre a vereadora, criar um centro de memória com acervo físico e digital de Marielle e manter uma equipe para coordenar todos os projetos e dar suporte às demandas que chegam do mundo inteiro.

Relembre a reportagem especial do Alma Preta publicada um ano após o assassinato da ex-vereadora:

Transparência e recompensas simbólicas

As pessoas que desejam contribuir com a campanha podem fazer doações a partir de R$ 20. Os apoioadores que quiserem, independentemente do valor, vão receber uma comunicação periódica sobre as atividades desenvolvidas com os valores arrecadados.

Apesar de recompensas não serem o foco do financiamento coletivo, o Instituto Marielle Franco irá retribuir o gesto dos apoiadores com a inclusão do nome na lista de apoiadores no site do instituto e no painel da Casa Marielle Franco, adesivos, uma placa da Rua Marielle Franco em uma versão especial, pôsteres exclusivos de artistas e uma edição do livro “Cartas para Marielle”, de Anielle Franco, autografada e com dedicatória da família Franco.

O Instituto Marielle Franco é uma organização criada pela família da vereadora com o objetivo de buscar justiça sobre o caso, defender a memória de Marielle e multiplicar o legado deixado por ela após o assassinato que tirou a sua vida e a do motorista Anderson Gomes no dia 14 de março de 2018.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com