O evento será realizado de 11 a 14 de julho e marca a resistência do povo negro e quilombola em Paraty-RJ e no Brasil; Quilombo do Campinho recebe a edição deste ano

Texto / Divulgação I Imagem / Vinicius Carvalho

Antes da literatura nasce a oralidade e toda sua imensidão. Antes de nos constituirmos enquanto povo brasileiro, somos povos africanos organizados nas diásporas, forjados seres múltiplos e plurais, aqui identificados como afro-brasileiros. Depois, nos tornamos quilombolas pela nossa luta e resistência pela reprodução da vida plenamente e em liberdade.

Em meio a todo esse contexto, produzimos arte, cultura, saberes que são em sua essência, literatura. A oralidade dos saberes e resistências negras, que se transforma ao longo dos tempos se apresenta na Flip Preta do Quilombo do Campinho em 2019.

Originada de um sonho antigo da comunidade, a realização desse projeto se concretiza no ano de 2019 com a finalidade de marcar a luta e a resistência do povo negro e quilombola do Campinho e do país todo, através da literatura e da troca de saberes.

Reuniremos escritoras e escritores, poetas, músicos, artistas, rappers, mestras e mestres da cultura popular em um encontro que vai transcender a
literatura e suas dimensões nesse território chamado quilombo.

Flip Preta 2

Flip Preta traz a oralidade como um dos temas principais do evento (Foto: Flip Preta/ Vinicius Carvalho)

A programação vai de 11 a 14 de julho e acontece no Restaurante do Quilombo, pautada no protagonismo negro, teremos na Flip Preta shows, rodas de conversa, feira de livros e artesanatos, oficinas e com a presença griôs de diversos lugares do país e um espaço especial e carinhosamente preparado para as crianças. Todos os dias haverá uma feira preta de produtos sendo expostos à partir das 13h.

A abertura no dia 11 de julho começa com os pés no chão para que todas e todos sintam verdadeiramente como é chegar nesse território de luta e de resistência. O primeiro dia será direcionado para que conhecer a história do quilombo contada por seus griôs, suas danças, culturas, artes. E é com esse acolhimento quilombola que preparamos toda a nossa programação.

Traga uma camiseta para pintar com a tela da Flip Preta 2019, haverá telas e tintas para quem quiser levar pra casa a lembrança desse evento histórico.

Veja a programação completa

quinta-feira - 11 de julho

14h Grupo de dança afro do Quilombo
16h30 Roda de saberes - "As ervas, a terra e a ancestralidade quilombola"
18h Roda de griôs: Terra de Preto Terra de Mulheres – "A história viva do Quilombo do Campinho contada por seus griôs" - participação da Editora Bantu
20h Jongo do Quilombo do Campinho
21h Show: Realidade Negra e Mestre Lumumba

sexta-feira - 12 de julho

14h Oficina de encadernação com Danielle dos Santos
16h Roda de conversa: A Folklorização d@s Pret@os pelo e$tado com o Grupo Preta Bandêra
17h Roda de conversa: Racismo Estrutural com Milsoul IP Afro, Poeta Cizinho Afreeka e Ocupa Alemão: Favela/Quilombo
19h Sarau: Griotagem Encontro entre Pretas e Pretos
20h Espetáculo: Coletivo Maremoto (RJ)
21h Show: Thais Feijão e Banda

sábado - dia 13 de julho

10h Oficina Vozes Insurgentes de mulheres negras: laboratório de escrita
autobiográfica, conduzida pela Bianca Santana
13h Roda de conversa: Raça e Gênero com Erica Malunguinho, Coletivo Articula Preta, Cassia Valle
15h Roteiro de TBC (Turismo de Base Comunitária) pelo quilombo
16h Oficina de Percussão com Mestre Lumumba
16h Oficina de cestaria com artesãs locais
18h Roda de Conversa com Mauricio Pestana e Lançamento de sua Coleção “Lendas e Deuses da Africa"
19h30 Espetáculo: Coletivo Cor do Brasil (RJ)
20h10 Show: Gê de Lima - "Voz e Tambor” com Participação Mestre Lumumba
21h Show: Orquestra Mundana Refugi e Carlinhos Antunes

domingo - dia 14 de julho

10h Performance Travessia - Da opressão à expressão - Bárbara Santos
10h30 Lançamento do livro “Teatro das Oprimidas” de Bárbara Santos- seguido de
roda de conversa/ autógrafos com a autora
12h Roda de Conversa - Estratégica na Comunicação com Rede Mocambos e Maria Amélia
13h Samba com Feijoada: Grupo Boemia do Samba
16h Show: Soul Batuque

Programação Infantil

Tenda das Crianças

quinta-feira - 11 de julho

15h às 18h - Oficina de Confecção de bonecas Abayomi com a percussionista, contadora de histórias e artesã Bethânia Souza

sexta-feira - 12 de julho

15h às 18h - Mamulengo de Si Mesmo - Teatro de Mamulengo de Ubatuba com Luciana e Oscar

sábado - dia 13 de julho

11h às 12h - Carlos Carvalho e Xavier: Contação de História e roda de conversa com o autor"

domingo - dia 14 de julho

10h às 12h Contação de histórias negras com Sinara Rúbia
12h às 13h Lançamento do livro "Alafia, Princesa Guerreira”

Serviço

Data: 11 a 14 de julho de 2019
Entrada: gratuita
Classificação: livre
Local: Restaurante do Quilombo do Campinho - Paraty RJ - Km 584 da BR 101 (Rodovia Rio Santos)

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos