Filiado ao PDT, ele é um dos nomes pensados pelo movimento negro para ocupar prefeitura da cidade

 Texto / Lucas Veloso | Edição / Pedro Borges | Imagem / Acervo pessoal[

O fundador e presidente do bloco afro Ilê Aiyê, Vovô do Ilê é pré-candidato à Prefeitura de Salvador pelo PDT, nas eleições de 2020.

O lançamento de seu nome aconteceu nesta terça-feira (6), durante evento promovido pelo movimento negro na cidade. “Eu estou lançado como pré-candidato a prefeito. Coloquei meu nome à disposição, porque não podia ‘pipocar’”, anunciou.

A ideia de disputar o cargo não é recente. Desde 2006, ele pensa na disputa e na importância de candidatos negros concorrendo nas eleições. “Em um evento da beleza negra, eu disse ‘eu quero ela’ no discurso. Muita gente pensou que era uma mulher, mas era a cidade de Salvador. Eu quero o poder dessa cidade bela”, explicou.

Para ele, a discussão não deve girar só em torno do seu nome, mas na possibilidade de ter uma pessoa negra como prefeita da cidade. O Vovô sugere uma mulher negra no cargo.

“Sempre defendi a ideia, não só meu nome. Nem sei se o partido vai bancar, mas o foco é ter candidatos negros para ganhar, em diversas legendas. Meu nome está lá também”, indica.

Filiado ao PDT, em 1988, foi candidato a vereador da capital baiana, mas não somou votos suficientes para ser eleito.

“Eu sempre falei do negro no poder, mas não era exatamente eu. Desde 2017, a negrada do movimento negro se reúne no Bar Alaíde do Feijão para discutir política. É a bancada do feijão”, brinca.

Uma das discussões feitas nesses encontros é a necessidade de uma prefeitura que represente a população afro-brasileira. A cidade é uma das mais negras do Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“É uma cidade com 470 anos e nunca teve um prefeito negro. Todo mundo espera que esse grito de liberdade parta da Bahia, e de Salvador”, reforça.

Considerando a ideia na prefeitura, Vovô apoia a ideia de que o prefeito deve trabalhar para negros e brancos. Entre as prioridades, estão as creches, além dos investimentos na periferia e a questão da violência policial.

“Tudo de ruim desemboca no povo preto na periferia. A prefeitura tem que fazer um projeto que atenda a todos, mas um projeto com a cara da cidade, que é negra, e não um projeto que pense em uma cidade europeia”, define.

Bloco afro Ilê Aiyê

O Ilê Aiyê, ou Ilê, é o mais antigo bloco afro do carnaval de Salvador. Fundado em 1974 por moradores do bairro do Curuzu, é um grupo cultural que com o objetivo de preservar, valorizar e expandir a cultura afro-brasileira. Sua primeira apresentação ocorreu no carnaval de 1975, tendo participação de menos de cem pessoas. Nela o grupo apresentou a música Que Bloco é Esse.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos