fbpx

Texto: Pedro Borges / Edição de Imagem: Pedro Borges

Formação apresenta textos inéditos em português da ativista e intelectual norte-americana

O coletivo Di Jejê organiza um curso online sobre a ativista e intelectual Angela Davis. As inscrições para a formação, que começa no dia 20 de julho e vai até 5 de agosto, podem ser feitas aqui. As aulas podem ser vistas pelos participantes na plataforma e-learning Moodle, ferramenta aberta, gratuita e de simples manejo.

As atividades acontecem de maneira online e off-line de acordo com os horários de cada um dos inscritos. Ao todo, cada participante acumulará 15h de estudo acerca da obra da autora. O curso é dividido em módulos e cada um deles abordará as principais reflexões durante as cinco décadas de produção acadêmica de Angela Davis.

Entender Angela Davis é mais do que compreender o genocídio e a política de encarceramento. A ativista norte-americana oferece subsídios para uma nova atuação do movimento negro, de acordo com Jaqueline. “O Coletivo vem discutindo em seus encontros de formação, insistentemente, que o movimento nego precisa atualizar seus métodos, conceitos e categorias de analise da realidade, para que tenhamos um avanço real sobre a situação de exploração e opressão dos negros e negras trabalhadores e trabalhadoras no Brasil, e por que não na América Latina”.

O curso dialoga também com a produção de intelectuais negros brasileiros, como Clóvis Moura, Guerreiro Ramos, Lélia Gonzalez e Beatriz Nascimento.

Valor de inscrição:

Pague aqui.

Valor: 80,00

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com