fbpx

Aulas serão nos dias 11 e 18 de novembro, das 19h às 22h; investimento é de R$ 80 e os participantes recebem certificado

Texto / Nataly Simões | Edição / Pedro Borges | Imagem / Universidade Estadual do Piauí (UESPI)

Nos dias 11 e 18 de novembro, das 19h às 22h, o curso “Consciência negra e o pensamento de Clóvis Moura” será ministrado na biblioteca, livraria e espaço cultural Tapera Taperá, no centro da cidade de São Paulo.

A ideia é abordar a introdução aos conceitos de racismo estrutural no Brasil com base na obra do sociólogo brasileiro. O investimento é de R$ 80.

Na aula da segunda-feira (11) serão abordados os principais conceitos de Clóvis Moura, a articulação do seu pensamento com o marxismo, as rebeliões da senzala e a sociologia do negro brasileiro.

Enquanto na sexta-feira (18), os assuntos discutidos serão a dialética racial do Brasil, as perspectivas de conceituação do racismo estrutural e as lutas do movimento antirracista contemporâneo.

As aulas serão ministradas por Márcio Farias, doutorando em psicologia social, membro do Nepafro e autor do livro “Clóvis Moura e o Brasil”, da Editora Dandara; Cleber Vieira, professor da Unifesp, integrante do projeto de pesquisa “Clóvis Moura, das Rebeliões da Senzala ao Dicionário da Escravidão Negra: história, sociabilidades e militância” e autor do prefácio da reedição da obra “Sociologia do Negro Brasileiro”, de Clóvis Moura; e Dennis de Oliveira, professor e pesquisador da USP, coordenador do Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação (Celacc) e integrante da Rede Antirracismo Quilombação.

Os alunos devem participar de no mínimo 75% das aulas para ter acesso ao certificado, que será emitido em até cinco dias úteis após o término do curso. Para se inscrever, acesse o site da Tapera Taperá.

Serviço:

Curso “Consciência negra e o pensamento de Clóvis Moura”

Quando: 11 e 18 de novembro, das 19h às 22h

Onde: Biblioteca, livraria e espaço cultural Tapera Taperá | Avenida São Luís, 187, 2º andar, loja 30

Valor: R$ 80 | Mais informações: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com