As duas primeiras publicações, escritas pela pesquisadora e coordenadora do Coletivo, Jaqueline Conceição da Silva, serão lançadas em julho e outubro

Texto / Simone Freire | Imagem / Reprodução

O coletivo Di Jeje lança, nos meses de julho e outubro, as primeiras publicações de uma coletânea de livros sobre história do feminismo negro do recém criado Selo Editorial Luango.

A ser lançado em julho, o livro “História do Feminismo Negro” aborda os processos de organização do campo nos Estados Unidos e Brasil, bem como apresenta as principais autoras e conceitos do campo. Já o segundo, intitulado “Pensamento de Angela Davis”, trata dos conceitos e categorias trabalhados pela autora.

As duas publicações são de autoria da pesquisadora e coordenadora do coletivo, Jaqueline Conceição da Silva, também professora e doutoranda em Antropologia Social.

“O lançamento do Selo Editorial Luango tem por objetivo potencializar a produção intelectual de mulheres negras, especialmente no campo do feminismo negro, dando visibilidade para o fazer teórico acadêmico e também protagonismo para esse grupo social subalternizado dentro dos espaços de produção e divulgação de conhecimento”, diz a pesquisadora.

Projeto

A iniciativa parte da ideia de potencializar o trabalho do coletivo Di Jeje, uma vez que os livros são resultados dos cinco anos de atuação na organização de cursos e conteúdos sobre feminismo negro, intelectuais negras e a questão racial no Brasil. Desde 2016, quando a plataforma foi criada, foram criados mais de 33 cursos sobre o tema.

“Precisamos criar estratégias concretas de enfrentamento ao epistemicídio. E nós, do Coletivo Di Jeje, entendemos que os cursos, e agora as publicações de livros e revistas, potencializam o enfrentamento ao apagamento do saber e da memória de mulheres negras na sociedade brasileira, bem como de toda a população afro-brasileira”, diz Silva.

Como adquirir

A primeira publicação do Selo já está disponível para pré-venda apenas para assinantes da plataforma de conteúdos e cursos virtuais NKANDA pelo preço de R$ 24 reais.

A NKANDA é uma plataforma por assinatura na modalidade mensal, semestral e anual do Coletivo Di Jeje e oferece cursos e conteúdos. Para assinar a NKANDA e garantir seu exemplar, acesse o site aqui.

Próximos cursos

Em maio acontece o primeiro curso presencial do coletivo em Mina Gerais. Serão dois cursos presenciais na cidade de Mariana com 15 vagas cada um.

Os cursos presenciais pautados na metodologia freireana partem de um tema gerador, e articulam a experiência das participantes a partir do lugar de fala de cada uma com o conhecimento teórico proposto.

Serviço

Curso O que é feminismo Negro?
Quanto: 78 reais
Vagas: 5
Conteúdo: debate sobre a produção teórica de Djamila Ribeiro
Quando: 11 de Maio das 08hs as 12hs
Local: Mariana/MG
Inscrição: https://nkanda.org/curso.php?c=15

Curso Intelectuais Negras: Sueli Carneiro e Lélia Gonzalez
Quanto: 78 reais
Vagas: 3
Conteúdo: conceitos desenvolvidos pelas autoras como denegrir, epistemicídio, afrofeminismo e o outro como não ser.
Quando: 11 de Maio das 14hs as 18hs
Local: Mariana/MG
Inscrição: https://nkanda.org/curso.php?c=55

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos