fbpx
 

bannerlimpo

Com painel de diálogos sobre os atuais desafios, necessidades e oportunidades de avanço da pauta racial no Brasil, evento realizado pelo Instituto Ibirapitanga traz importantes vozes nacionais e internacionais nos dias 26, 27 e 28 de outubro

Texto: Redação | Edição: Nataly Simões | Imagem: Divulgação/Anistia Internacional

Do ponto de vista das relações raciais no Brasil e no mundo, 2020 reservou episódios que deixaram transparecer as feridas abertas que as desigualdades raciais trazem para a população negra. A discussão sobre o que é ser antirracista atingiu novos níveis de alcance pelos acontecimentos ao redor do mundo e o encontro online “Branquitude: racismo e antirracismo” pretende decantar o fluxo de ideias e apontar os caminhos possíveis.

Marcado para os dias 26, 27 e 28 de outubro, o evento vai contar com diálogos que buscam ampliar o debate público sobre branquitude, para adicionar reflexões aos movimentos antirracistas. Desse modo, busca afirmar a responsabilidade, em especial de indivíduos brancos e instituições responsáveis pela reprodução do racismo e sua superação.

A ideia do evento, realizado pelo Instituto Ibirapitanga, parte da compreensão de que desconstruir o racismo é responsabilidade do conjunto da sociedade e não apenas da população negra, como habitualmente se supõe. Para a instituição, a discussão sobre branquitude, no contexto atual, poderá contribuir a um duplo movimento.

“Por um lado, ampliando o entendimento sobre as tecnologias sociais de reprodução e aprofundamento do racismo na sociedade e, por outro, sobre as possibilidades de efetivação de parcerias e alianças no combate a elas, buscando compreender os limites, possibilidades, fraquezas e sutilezas desse movimento”, diz comunicado do Ibirapitanga à imprensa.

O painel de diálogos sobre os atuais desafios, necessidades e oportunidades de avanço neste campo no país, em conexão com as realidades transnacionais, conta com importantes vozes nacionais e internacionais de autores, pesquisadores e intelectuais negros e brancos com experiências na temática das relações raciais. São eles Ana Paula Lisboa, Cida Bento, Deivison Faustino, Flávia Oliveira, Jurema Werneck, Lia Vainer Schucman, Liv Sovik, Lourenço Cardoso, Luciana Brito, Nic Stone, Robin Diangelo, Sueli Carneiro, Tiago Rogero, Thiago Amparo e Thula Pires.

Instituto Ibirapitanga

Fundado pelo cineasta Walter Salles, o Instituto Ibirapitanga é uma organização dedicada à defesa de liberdades e ao aprofundamento da democracia no Brasil. Desde 2017, apoia iniciativas a partir de seus dois programas – Equidade racial e Sistemas alimentares. Por meio de doações, o Instituto apoia organizações, movimentos e coletivos da sociedade civil brasileira que desejam produzir transformações estruturais positivas no país.

Serviço:

O quê? Encontro “Branquitude: racismo e antirracismo”

Quando: 26 de outubro, às 18h; 27 e 28 de outubro, às 16h e 18h.

Transmissão ao vivo no YouTube e programação completa disponível no site oficial.

 O povo preto quer narrar suas histórias

Vivemos em um mundo de disputa. Nossa sociedade tem profundas marcas das desigualdades que foram desenhadas ao longo da história. Na atualidade parece que há espaço para debate, a tão falada representatividade está sobre a mesa.
Mas o povo preto quer mais. Queremos narrar nossas próprias histórias. Queremos ter direito de fala não somente quando essa é concedida. Somos múltiplos, somos muitos e plurais. A ótica de ser preto no Brasil se revela como um espectro, tamanha a diversidade dos povos ancestrais que nos originaram, e a variedade de experiências que podemos ter e ser. Pertencer. O que nos conecta é pele.

Apoie o Alma Preta e nos ajude a continuar contando todas essas histórias.

Vamos fazer jornalismo na raça!

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com