Em sete anos, houve aumento de 32% de pessoas autodeclaradas pretas; pardos seguem como maioria da população

Texto / Amanda Lira
Imagem / Solon Neto

Em 2018, 19,2 milhões se autodeclararam pretas no Brasil segundo pesquisa divulgada nesta quarta-feira (22) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O número é 32% maior do que há sete anos, quando o número de pretos e pretas no país era de pouco menos de 15 milhões de indivíduos (14,544 milhões).

A pesquisa também identificou o aumento de brasileiros autodeclarados pardos. Nesse caso, o número subiu de 89,6 milhões em 2012 para 96,7 milhões de pessoas em 2018. A partir desse resultado, as pessoas pardas seguem como a maioria da população brasileira, representando uma fatia de 46,5%.

Somando-se as proporções relativas a pessoas pardas e pretas (9,3%), é possível concluir que, em 2018, seis em cada 10 brasileiros eram negros. Isso, levando-se em consideração a definição do IBGE, que considera como negros a soma de pardos e pretos.

Com o aumento expressivo do número de pessoas negras, houve também redução da fatia de pessoas autodeclaradas brancas. Se em 2012, brancos eram a maioria da população, com 92,2 milhões de brasileiros, no ano passado totalizaram 89,7 milhões de pessoas.

Os números apresentados pelo IBGE foram obtidos com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD). No método de coleta de informações, são os próprios entrevistados que declaram sua cor.

bannerhorizontal

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos