Educador por quatro décadas, José Gonçalves dos Santos poderá nomear o aeroporto do Guarujá, região em que se dedicou ao sistema aeronáutico

 Texto / Lucas Veloso I Imagem / Acervo Pessoal I Edição / Pedro Borges

Filhos, amigos e moradores do litoral paulista promovem uma campanha para que o futuro Aeroporto Metropolitano de Guarujá tenha o nome do educador José Gonçalves dos Santos, falecido há dois anos.

“O nome de um negro e educador em um aeroporto é sinal de representatividade. Hoje em dia, essas questões são muito desvalorizadas”, defende Luiz André Araújo dos Santos, técnico em manutenção de aeronaves e filho de Santos. “Queremos impedir que esta nomeação seja para homenagear velhos políticos que nada ou pouco fizeram pela cidade”, continua.

Gonçalves é o pioneiro no ensino técnico aeronáutico no país. Por sua colaboração, o professor pode se tornar o primeiro negro a ter seu nome em um aeroporto brasileiro, de acordo com a comissão que busca a nomeação. O militar formou milhares de técnicos em manutenção de aeronaves durante suas quatro décadas na sala de aula.

O grupo à frente do processo já obteve indicação favorável pela Câmara dos Vereadores, pela ANAC (Agência de Aviação Civil) e pela OAB/SP-Guarujá (Comissão de Direito Aeronáutico).

Os órgãos, verificaram se o nome atende aos requisitos previstos por Lei 1909 de 21 de Julho de 1953, onde se lê: “Sempre mediante lei especial para cada caso poderá um aeroporto ou um aeródromo ter a designação de um nome de brasileiro que tenha prestado relevante serviço à causa da Aviação, ou de um fato histórico nacional.“

Está pendente um parecer favorável do prefeito do Guarujá, Valter Suman (PSB), que ainda não se pronunciou sobre o caso, mesmo depois da indicação da Câmara dos Vereadores. 

“Meu pai tinha uma relação muito presente e amorosa com toda família; esposa e seus filhos. Tínhamos ele como um herói. Sempre foi pautado pela ética e educação, uma pessoa muito humilde. Embora militar, em casa sempre foi muito brincalhão”, relembra o filho.

A expectativa é de que o aeroporto do Guarujá comece a funcionar até maio de 2020. Em abril deste ano, o ministro da Infraestrutura,Tarcísio Gomes de Freitas assinou a concessão, esperada há mais de duas décadas pelos munícipes.

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos