Com atividades gratuitas, a característica em comum nas obras é o protagonismo negro

Texto / Lucas Veloso | Edição / Pedro Borges | Imagem / Reprodução

A partir de hoje (6), o Sesc Vila Mariana promove a 15ª Mostra Internacional do Cinema Negro. A programação é composta por exibições de curtas e longas de diferentes enfoques narrativos levando em conta o protagonismo negro.

Com curadoria de Celso Luiz Prudente, as exibições seguem até 11 de agosto. Além dos filmes, haverá duas mesas de debate sobre a formação da imagem do negro no meio audiovisual.

Para Prudente, a mostra se dedica a questionar os padrões impostos no meio audiovisual, os quais muitas vezes deturpam a imagem do negro, colocando-o em uma posição passiva à imagem construída por um outro, o homem branco.

Entre as obras, está a produção de Glauber Rocha, “Barravento. A história mostra Firmino voltando à aldeia onde foi criado. Lá sente atração por Cota, ao mesmo tempo em que não consegue esquecer sua antiga paixão. Então ele arma um plano para resolver a situação, mas isso prejudica a sua própria aldeia.

A obra “Compasso de Espera”, do diretor Antunes Filho, narra as várias lutas contra o preconceito racial enfrentadas por Jorge, um típico herói brasileiro que combate no dia a dia os resquícios deixados por uma sociedade escravocrata.

SERVIÇO
15º Mostra Internacional de Cinema Negro | De 6 a 11 de agosto, terça a domingo.
Não recomendado para menores de 12 anos | O evento é gratuito, sendo necessário apenas a retirada de ingressos 1h antes de cada atividade 

 

Sobre o Alma Preta

O Alma Preta é uma agência de jornalismo especializado na temática racial do Brasil. Em nosso conteúdo você encontra reportagens, coberturas, colunas, análises, produções audiovisuais, ilustrações e divulgação de eventos da comunidade afro-brasileira. Nosso objetivo é construir um novo formato de gestão de processos, pessoas e recursos através do jornalismo qualificado e independente.

Contato

E-mail
jornalismoalmapreta(@)gmail.com

Mais Lidos